Cliente Leandro Alphen buscando seu imóvel dos sonhos com o corretor Paulo Kerber

Corretores são as pessoas mais indicadas a realizar as negociações

Sonho de muitos brasileiros, a tão esperada casa própria é adquirida apenas uma vez na vida pela maioria da população. Segundo pesquisa do IBGE, divulgada em 2016, mais de 30% dos brasileiros ainda não têm um imóvel. Mas como comprar ou até mesmo vender um bem tão precioso com segurança?
O corretor de imóveis é peça-chave nesse processo, pois é ele que verifica tanto aspectos comerciais quanto legais. Desde a década de 1930, varias ações e movimentos dos profissionais de intermediação na venda de imóveis foram organizadas e difundidas no Brasil, sendo que a profissão foi legalizada através da lei 6.530 de 12 de maio de 1978.

O corretor de imóveis possui formação específica para garantir a satisfação de quem deseja vender ou comprar um imóvel, e devidamente habilitado junto ao Sistema Creci/Cofeci. Dentre as áreas em que ele estuda, estão o direito e legislação; língua portuguesa; matemática financeira; marketing imobiliário; economia e mercado; relações humanas e éticas; organização e técnica comercial; e noções de construção civil.

Corretor de imóveis há 32 anos, Paulo Kerber garante que o papel do profissional é importante na hora das negociações. “Nós fazemos todo um processo de pesquisa, tanto do imóvel, como do vendedor. Porque, às vezes, a pessoa está comprando um imóvel e não sabe da situação fiscal daquele vendedor e nem financeira, e justamente naquele imóvel o comprador pode ter que responder por uma dívida do vendedor. Neste caso, a pessoa que adquiriu poderá ter problemas na justiça, tentando defender o direito da sua compra”, explica.

Corretor de imóveis, Roberto Bellina, atua há mais de 20 anos na profissão

Segundo ele, os corretores lidam todos os dias com valores econômicos efetivos e importantes para as pessoas, e primam pela honestidade, probidade e responsabilidade das transações. “A melhor dica para comprar ou vender um imóvel de maneira segura e confiável é sempre comprar através de um corretor de imóveis, habilitado; com renome; e que passe segurança. Porque assim como não vamos nos automedicar, não vamos mexer no próprio dente ou mexer em um processo jurídico sozinho, assim é com o corretor de imóveis”, fala Kerber. Paulo ainda indica que quem deseja comprar ou vender um imóvel procure boa imobiliária e/ou um bom corretor para fazer um bom negócio.

“Compromisso em dar seguranças para todas as partes”
O corretor de imóveis e coordenador do núcleo de corretores da Associação Comercial e Industrial de Montenegro (ACI), Roberto Bellina, comenta que a importância do corretor é na ligação das partes, para que as negociações sejam motivo de satisfação a todos. “A nossa intenção, quando recomendamos que uma negociação seja feita por um corretor, é essencialmente em termos de segurança do negócio para ambas as partes. O corretor é neutro na hora da negociação, mas ele tem como compromisso dar segurança para todas as partes”, fala.

O dia a dia desse profissional exige compromissos como assessorar vendedores, conhecer o imóvel, fazer avaliações colocando a casa dentro do mercado de preço, verificar a documentação do imóvel, e o próprio imóvel fisicamente. Além disso, para quem está a procura, os corretores apresentam aqueles imóveis que são dentro do perfil de busca, e dentro das faixas de valores que eles possuem.

“A atividade do corretor é bem complexa, porque envolve sempre um grande valor agregado, e muitas pessoas adquirem um imóvel uma vez na vida, o corretor tem que ser preparado”, fala Bellina. Com formação também na área de engenharia civil, o profissional relata que a atividade em que está atualmente é muito gratificante. “A gente realiza muitos sonhos e às vezes negócios muito importantes, o que nos deixa realizados com a profissão”, diz ele.

Bellina, enfatiza que o ideal para a compra e venda com segurança é o contato com um corretor de imóveis habilitado junto ao Creci. “Mas o que eu acho primordial é buscar alguém com referências, que já tenha feito um negócio com alguém conhecido, com boas referências”, fala.

Roberto Bellina assegura que a contratação do corretor é o modo recomendado sempre para comprar e vender um imóvel de maneira segura e confiável, mas não é o único meio. “As pessoas têm toda a liberdade para buscar imóveis diretamente. O recomendável é que, quando seguirem esse caminho, observem todos os aspectos do negócio como se o imóvel está regular, se os proprietários estão com o cadastro em dia, sem pendências, e toda a documentação”, fala.

Caso alguém se sinta lesado por um corretor, pode denunciá-lo ao Creci.

Deixe seu comentário