Mapa definitivo da 30ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado

Alterações no protocolo da bandeira vermelha permitem a abertura do comércio, mas com novas restrições

O sistema de Cogestão – que permitia que regiões Covid adotassem protocolos mais brandos do que a sua classificação – foi temporariamente suspenso pelo governo do Estado nesta segunda-feira, 30. Após reunião com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), a decisão foi tomada devido ao grande aumento de casos do novo coronavírus que o Estado tem registrado nas últimas semanas. A mudança já está valendo a partir desta terça-feira, 1° de dezembro.

Os casos de Covid-19 tem aumentado exponencialmente no Estado nas últimas duas semanas. Segundo o governador, Eduardo Leite, 79,5% dos leitos de UTI do RS estão ocupados, sendo que 46,8% são de pacientes confirmados ou suspeitos de Covid. Além disso, na última sexta-feira, 27, todo o Estado foi classificado como bandeira vermelha no mapa preliminar do Distanciamento Controlado, feito que desde o início do modelo não havia ocorrido ainda. O percentual elevado e os últimos dados fizeram com que, segundo Leite, fosse necessária essa nova medida.  “Em um momento que a gente via a redução de casos era mais possível (a cogestão), era menos problemático, mas agora com o aumento de casos, vemos que é necessário uma unidade entre as regiões”, disse Eduardo Leite.

Funcionando desde o dia 12 de agosto, a cogestão permitia, por exemplo, que regiões Covid classificadas em bandeira vermelha adotassem regras de bandeira laranja, e as classificadas em laranja podem adotassem protocolos de bandeira amarela, desde que protocolos próprios adaptados fossem enviados à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

A R08 – do qual Montenegro e municípios da região fazem parte – estava adotando o sistema, mas agora terá de seguir com os protocolos da bandeira vermelha, na qual foi classificado pela terceira semana seguida. Das 21 regiões Covid do Estado, somente duas ficaram na bandeira laranja na 30ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado. Apesar disso, o governador divulgou em sua live mudanças nos protocolos da bandeira vermelha. “Queremos fazer com que haja mínimo impacto na economia”, relatou Leite.

Mudanças no protocolo da bandeira vermelha:

Permissão de comércio, sem restrição de dias, mas com restrição de horário (até 20 horas);

Permissão de restaurantes, lancherias e bares, sem restrição de dias, mas com restrição de horário (até 22 horas), clientes somente sentados, com distanciamento de 2m entre mesas para grupos de até 6 pessoas, sem música ao vivo ou ambiente que prejudique a comunicação;

Delivery e Pague e Leve com restrição de horário até 23h;

Permissão de funcionamento de atividades em locais abertos, com controle de acesso, vedado alimentação e bebidas (shows, espetáculos, drive-in, parques de aventura, zoológicos, etc);

Vedado o funcionamento de atividades em locais fechados (teatros, cinemas, casas de shows, etc);

Vedada a permanência em locais abertos sem controle de público (ruas, praias, parques, praças, etc), permitida apenas circulação ou prática de exercícios físicos;

Vedados eventos sociais (casamentos, festas, formaturas, aniversários, etc);

Vedação do uso de áreas comuns em condomínios e clubes (brinquedos, salões de festas, piscinas, churrasqueiras compartilhadas, quadras, etc);

Permitida as aulas nas regiões Covid em bandeira vermelha, desde que sigam os protocolos exigidos;

Permitido o funcionamento das academias, desde que sigam os protocolos exigidos;

Reforço aos Protocolos gerais, em especial: máscara, distanciamento, álcool gel e ventilação natural cruzada (janelas e portas abertas).

Estado também adotará medidas emergenciais

De acordo com o governador, é necessário um apoio da sociedade para que o vírus se dissemine em menor velocidade no Estado. “É importante as pessoas se conscientizarem e seguirem com os cuidados de distanciamento, uso de máscara, álcool gel..”, pediu. Além do apelo, Eduardo Leite também divulgou algumas ações emergenciais de contenção ao vírus. Confira na íntegra:

“Reforço da Campanha de Comunicação

– Te cuida para termos um Natal Seguro: não é hora de festa e aglomeração, mesmo em família

– Reforçar comunicação com imprensa e prefeituras sobre protocolos e fiscalização

Apoio do governo do Estado na Fiscalização dos Protocolos

 -Apoio da Brigada Militar à fiscalização

– Criação de canal específico para denúncia de aglomeração (telefone e formulário eletrônico)

Suspensão dos eventos e festas de encerramento de ano

– Suspensão de eventos festivos de encerramento de ano, de prefeituras ou estabelecimentos privados, inclusive condomínios

-Suspensão do patrocínio por empresas públicas ou órgãos públicos

Incentivo à restrição de reuniões privadas e familiares

– Limite máximo de até 10 pessoas, excluídas as crianças de até 14 anos

– Incentivo via comunicação”

 

O PROTOCOLO COMPLETO DA BANDEIRA VERMELHA VOCÊ PODE CONFERIR AQUI 

Deixe seu comentário