Novas doses são do imunizante produzido em parceria da Fiocruz com a AstraZeneca e a Universidade de Oxford. Foto: Peter Ilicciev/Fiocruz

Depois de Montenegro confirmar na terça-feira, dia 26, a chegada de 700 doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade Oxford, da Inglatera, e pelo laboratório britânico AstraZeneca, demais cidades da região recebem nesta quarta-feira, dia 27, doses do imunizante, que no Brasil é produzido pela Fiocruz.

Conforme tabela de distribuição aos Municípios da 1ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), Brochier recebe 30 doses do imunizante. Maratá e São José do Sul recebem 20 doses cada. Pareci Novo recebe apenas 10 doses do imunizante.

O baixo número de doses para Pareci Novo foi questionado pelo secretário municipal de Saúde e Assistência Social, Rafael Soares de Souza. Como resposta, ele foi informado pela 1ª CRS que essa segunda etapa da distribuição de vacinas da primeira fase do plano de vacinação é destinada a 27% dos trabalhadores da área da saúde.

Como na primeira remessa de doses, essas produzidas em parceria do Instituto Butantan com a chinesa Sinovac, Pareci Novo recebeu algumas doses a mais, houve a “compensação” nessa nova distribuição, informou a 1ª CRS. O secretário também foi informado que todos os dias são realizados ajustes nas estimativas populacionais necessárias e, se houver doses a receber, ele será contatado para fazer a retirada.

Na primeira fase de distribuição, quando os Municípios receberam a CoronaVac, Pareci Novo recebeu 54 doses. Brochier recebeu 61; São José do Sul, 46; e Maratá, 17.

Deixe seu comentário