Poker Running Day reuniu 466 atletas, mesmo com o domingo chuvoso

Corrida foi realizada mesmo com o mau tempo de domingo

O tempo feio e a pista molhada não foram o suficiente para impedir nem que os menos motivados fossem correr. Serviu até de motivação para os 466 atletas inscritos, que fizeram bonito na 4ª Poker Running Day, evento organizado pela empresa de artigos esportivos em parceria com o Sesc.

A largada foi dada pontualmente às 9h, como previsto, e não demorou muito para os primeiros corredores dos 3 km chegarem. Patrike Sulzbach, corredor de Teutônia, participou pela terceira vez e foi campeão no segundo ano seguido no percurso menor, além de ter sido vice em 2017. “Participo mais no Vale do Taquari, estou participando do Circuito dos Vales. Mais ali pela região de Teutônia mesmo”, explica. Patrike fez o percurso em 8min19seg, apenas um segundo a frente do vice-campeão, Cláudio Adriano Schons. O terceiro colocado, Fabiano de Lima Dahmer, veio em seguida, com dois segundos atrás de Patrike. “Desde o início do ano estou fazendo um treinamento forte. A chuva até ajudou, deu um fôlego a mais”, aponta o campeão do trajeto.

Paçoca participou de um evento deste tipo pela
primeira vez, correndo junto de Noé Flores

Além dos corredores que foram para competir e tentar o topo das classificações, muitos atletas participaram para se desafiar e praticar o esporte. José Carlos da Costa, de 48 anos, pratica corrida constantemente desde os 14 e esteve em todas as edições do evento. “Motivado pela saúde e qualidade de vida. Corro com a academia da PRO Vida, equipe montada há quatro anos, corremos fora do município, em cidades vizinhas”, explica. Após 34 anos correndo, ele deixa bem claro que não pretende parar. “Não, de jeito nenhum”, prontifica.

A corrida contou também com uma participação canina. Paçoca, mascote da PA Runners, fez o percurso dos 3 km junto de Noé Flores. “É a primeira corrida do Paçoca, a gente já vem treinando há duas semanas. Resolvemos correr os 3 km e experimentar. Única coisa que ele se assustou um pouco foi com os cachorros presos. No mais foi tranquilo, ele corria mais que eu até”, brinca. Noé pretende correr mais com o cão agora. “A ideia é essa.

Nunca saímos da cidade com ele, temos que ver com o que ele vai se acostumar, vamos experimentar algo mais perto”, esclarece. Infelizmente, foi impossível entrevistar Paçoca, que precisava se recuperar da corrida. Mas após a prova o cão era só alegria, mostrando que o percurso estava aprovado e que, na próxima, estará a postos para encarar mais alguns quilômetros ao lado de Noé.

Dezenas de atletas foram premiados na 4ª edição da corrida

Thomas Capssa Cornelius, funcionário da Poker e membro da organização do evento, lembra que em 2016, a corrida começou como uma celebração dos 30 anos da empresa. “A ideia pegou e o pessoal acabou aderindo. Hoje a corrida já está fazendo, praticamente, parte do calendário de eventos da cidade”, coloca. Além dos montenegrinos, ele conta que a competição também teve participantes de outras cidades, vide o campeão dos 3 km, Patrike Sulzbach, de Teutônia. “Tem gente de Portão, Estância Velha, Canoas, Harmonia, Vale do Caí. Muita gente veio”, afirma.

3 Km
Geral Masculino

1- Patrike Sulzbach – 8min19s
2- Cláudio Adriano Schons – 8min20s
3- Fabiano de Lima Dahmer – 8min21s

Geral Feminino

1- Paula Aparecida Ody – 10min55s
2- Mauricéia de Souza – 11min27s
3- Patrícia Atkinson de Souza – 11min28s

6 Km
Geral Masculino

1- Evandro Audibert – 21min22s
2- Vergilino Luis Proença – 21min41s
3- Diovani de Sá Kuhn – 21min42s

Geral Feminino

1- Débora Worm – 26min41s
2- Débora Cristina de Vargas – 27min02s
3- Denise Graziela de Vargas – 27min06s

Deixe seu comentário