Foto: Arquivo Jornal Ibiá

APÓS INCÊNDIO: para sobreviver, Telmo e Leida passaram a contar com a boa vontade alheia

Há 10 meses, o casal Telmo Vicente Kaffer, de 73 anos, e Leida Terezinha Morais, de 63, passou a viver de uma forma diferente: dependendo da boa vontade de amigos e parentes. Isso porque os idosos perderam tudo, inclusive a própria casa, em um incêndio registrado na noite de 19 de setembro do ano passado.

Eles ganharam alguns móveis e cobertas, mas ainda falta muito para retomar a vida normal. O sonho da dupla é conseguir reerguer sua casinha, mas para isso precisam de doações de material de construção.
Inicialmente, o casal foi abrigado por vizinhos na rua Dinamarca, bairro Imigração, onde moravam. Com o passar do tempo foi preciso encontrar outro lugar para viver. Contando apenas com a renda da aposentadoria de Telmo, os idosos não têm como pagar aluguel de uma residência.

O casal Leida morais e Telmo Kaffer

Vendo a delicada situação, o irmão de Leida ofereceu abrigo, na rua Uruguai, bairro Faxinal. “Estou na casa do meu mano, mas estou preocupada porque uma hora dessas a gente vai ter que sair daqui”, desabafa Leida.
A senhora mostra resignação em relação à própria situação, mas no fundo não vê a hora de ter um lar para poder chamar de seu, claro, junto do marido. “A vida é assim, né. Nós estamos nas mãos de Deus, só Ele sabe o que a gente passa. Ainda bem que meu velho e eu temos saúde”

Quem quiser ajudar dona Leida e seu Telmo pode entrar em contato pelo telefone 51 9 8017 7879. “Falta tudo, todo material pra fazer a casa”.

Relembre o caso

A residência localizada na rua Dinamarca, bairro Imigração, em Montenegro, começou a queimar por volta das 21h30min. O sinistro teve início na cozinha, possivelmente, causado pelo fogo feito no fogão à lenha.

Seu Telmo já havia pego no sono quando a companheira sentiu o cheiro da fumaça. Apavorada, a senhora acordou o marido. O aposentado sofre de problemas para caminhar, o que dificultou a saída do imóvel. A mobilização dos vizinhos auxiliou na remoção do casal e também na busca de ajuda. Os bombeiros também foram contatados pelos moradores.

Dona Leida só conseguiu pegar os documentos. Além dos móveis, roupas e mantimentos, uma quantia em dinheiro foi consumida pelo fogo.

Deixe seu comentário