Amigos e familiares da professora Aline Fabiana da Rosa Silva de Sá, de 39 anos, vítima de atropelamento durante um racha praticado próximo à sua residência no sábado, dia 4 de agosto, realizam uma manifestação nesta tarde de quarta-feira, 22.

O grupo se reúne na Delegacia de Pronto-atendimento, na Avenida Júlio Renner, e segue em caminhada até o local da morte, na rua Campos Netto, abaixo de chuvisqueiro. Eles elogiaram o trabalho da Polícia e pediram a condenação dos envolvidos na corrida.

Aline foi morta quando passeava com a filha e o cachorro da família.

Deixe seu comentário