PREFEITO Carlos Eduardo Müller. FOTO: ARQUIVO/JORNAL IBIÁ

O cidadão Rodrigo Corrêa protocolou há pouco um requerimento na Câmara de Vereadores pedindo a cassação do mandato do prefeito Kadu Müller. Ele não explicou as bases ainda e a Câmara já encerrou o expediente. O documento será lido na sessão desta quinta e a instalação do processo depende do aval de sete dos dez vereadores. Em caso de aprovação, será formada uma comissão processante para conduzir as ações, com prazo de até 90 dias para apresentação de um relatório final condenando ou absolvendo o chefe do Executivo.

Este é o terceiro processo de cassação de prefeito em Montenegro. O primeiro foi concluído em 25 de maio de 2015, com o afastamento de Paulo Azeredo. Depois, em 1º de setembro de 2017, a Câmara cassou Luiz Américo Aldana e empossou seu vice, Kadu Müller. Caso também ele seja afastado, quem assume é o presidente da Câmara, Cristiano Braatz (MDB), interinamente, até a realização de novas eleições.

Deixe seu comentário