Novo empreendimento terá isenção de impostos e repasse em dinheiro

A construção da 32ª loja da rede de supermercados Asun, em Montenegro, deverá receber apoio da Administração Municipal. A Câmara de Vereadores começa a analisar, esta semana, um projeto de lei encaminhado pelo prefeito Kadu Müller, prevendo incentivos fiscais para subsidiar a instalação do empreendimento. A empresa adquiriu a área que abrigava a Fundição Hädrich, entre as ruas Capitão Porfírio e Capitão Cruz, no Centro, demoliu o antigo prédio e está se preparando para iniciar a obra.

Se a matéria for aprovada, o empreendimento terá isenção de IPTU pelo período de dez anos, num montante estimado em R$ 68.509,10, e redução da alíquota do ISSQN incidente sobre a edificação a ser construída para 2%. Também está previsto um repasse em dinheiro de R$ 110 mil em duas parcelas iguais, a primeira ainda este ano e a outra no primeiro semestre de 2021.

Como contrapartida, a empresa vai gerar uma dúzia de empregos na fase de construção e mais 60 quando iniciar as operações. Deverá, ainda, investir R$ 15 mil em materiais ou serviços para revitalização de espaços públicos, a serem indicados pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo (Smic). Se o supermercado encerrar as atividades antes de dez anos, será obrigado a ressarcir os incentivos recebidos. A empresa terá 14 meses para construir o prédio, que terá 2 mil metros quadrados, e o estacionamento, de 3 mil metros quadrados.

No ofício que acompanha o projeto de lei, o prefeito Kadu Müller ressalta que a rede Asun já investiu R$ 290 mil na economia local, através de serviços contratados na cidade. Os R$ 110 mil ajudarão a bancar parte da obra. Todo o empreendimento está orçado em R$ 7 milhões.

O presidente da Câmara de Vereadores, Neri de Mello Pena, o Cabelo (PTB), encaminhou o processo para análise jurídica. Depois, será avaliado pela Comissão Geral de Pareceres e, finalmente, votado em plenário. Ainda não há data definida.

Deixe seu comentário