Mais de 200 pessoas participam do café colonial promovido pelo Grupo Organizado do Lar (GOL) Estrela da Manhã, de Pinheiros, em Montenegro, na tarde de sábado, 1º. O evento ocorre no pavilhão da comunidade uma vez por ano, sempre no segundo sábado de junho.
No cardápio, uma infinidade de gostosuras para agradar a todos os paladares. O embalo da festa ficou por conta do músico Eduardo Henrique Kochenborger.

O café e o chá foram feitos em família no encontro

A presidente do Estrela da Manhã, Dalva Augustin, salienta a integração com outros Grupos da região. “Na verdade, é uma troca de visitas. Elas participam do nosso e nós do delas. No sábado passado, 1º, por exemplo, nós fomos no de Reta Grande, em Brochier”, comenta. Os encontros ocorrem uma vez por mês em localidades diferentes. Dalva está no grupo desde sua criação em 2002. A mãe dela, Sônia, 72 anos, também integra o grupo. A presidente lembra como marcante um café colonial do qual participaram cerca de 500 pessoas. Olívia Luiza Leindecker, 84 anos, é uma das mais experientes do Estrela da Manhã. “Eu sempre gostei de ir junto aos passeios. Agora não consigo mais. Participo quando é aqui”, conta.

As integrantes do Grupo Felizes com a realização

O café e chá foram feitos em família. Estavam na função o agricultor Cláudio Schu, 48, a filha dele Iara Schu, 15, e a irmã Clarete Kirsten, 56. Eles não integram o Gol, mas sempre colaboram. “Nós fazemos o baile do idoso aqui. Eles nos ajudam na cozinha e nós, no café”, explica Cláudio.
Os GOL’s são apoiados pela Emater. O órgão reúne as mulheres de cada localidade das áreas rurais em encontros que promovem a união, a capacitação e a orientação sobre diversos temas.

Deixe seu comentário