Material localizado pela Brigada Militar foi apreendido na operação

Fim da linha. Dois homens e duas mulheres foram pegos em Triunfo após roubo a família no interior de Montenegro

Elisandra, natural de Bento
Scheila nasceu em Canoas
fotos: BM/Divulgação

Uma denúncia anônima levou a Brigada Militar de Triunfo a prender, esta terça, os responsáveis pelo roubo à residência de uma família na localidade de Santos Reis, ocorrido no final da manhã de sexta-feira. Os dois homens e as duas mulheres, sendo dois deles naturais de Triunfo e o restante de fora da região, foram capturados na rua Adelino Lopes da Silva, bairro Creche. Com eles, os PMs encontraram o mesmo veículo usado no crime – um VW Gol, com placas de Itajaí, Santa Catarina – uma arma, um facão, drogas, dinheiro e munição.
Foram presos em flagrante Gelson Tavares Vallada, 25 anos, de Triunfo; Alan Stephn da Silva, 22, de São Leopoldo; Sheila Quevedo de Alencar, 20, de Canoas, e Elisandra da Silva, 21, de Bento Gonçalves. Os quatro foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma, no caso o revólver calibre 38. Além disso, a Polícia Civil iria representar ontem à tarde mesmo ao Judiciário pela prisão preventiva dos quatro pelo delito de roubo majorado, em Santos Reis.
A ação exitosa dos agentes do 5° BPM em Triunfo teve colaboração de PMs de Tabaí, que repassaram a informação para os colegas da cidade vizinha de que um VW Gol, com placas de Santa Catarina, estaria circulando na BR-470. No veículo, estavam quatro pessoas – dois homens e duas mulheres – munidos com uma arma.

Dormitórios foram revirados pelos criminosos, durante o assalto em Santos Reis, quando procuravam o dinheiro da família

No bairro Creche, após acompanhamento por conta de uma tentativa de fuga, a Brigada conseguiu fazer a abordagem. O revólver 38 os criminosos tentaram dispensar, jogando-o no mato. Na revista pessoal, foi encontrado ainda um facão, seis munições de calibre 38, uma porção de maconha e uma bucha de cocaína.
Além disso, com a quadrilha, estavam R$ 624,05, divididos entre eles, e dois cheques, um no valor de R$ 1.500,00 e outro de R$ 150,00. Dos quatro, apenas Alan tem antecedentes policiais, ainda quando era menor de idade.
O quarteto também é suspeito de roubos ao comércio em Santos Reis e de ligações com o tráfico de drogas em Triunfo. Os quatro foram apresentados à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento no Vale do Caí, após exame de corpo de delito no hospital local. Na sequência, foram encaminhados para o sistema prisional, onde aguardarão julgamento.

 

Vítimas reconheceram os criminosos

Produtores de citros em Santos Reis, a família que ficou nas mãos dos criminosos na sexta-feira foi chamada à DPPA Vale do Caí, ontem à tarde, para fazer o reconhecimento da quadrilha capturada em Triunfo. Além do pai e dos dois filhos, também compareceram vizinhos que ficaram cara a cara com os criminosos na fuga.

Gelson é de Triunfo
Alan é de São Leopoldo

Todos eles foram categóricos no trabalho de reconhecimento, afirmando que os quatro cometeram o roubo, agrediram as vítimas que trabalhavam com produção de citros, assim como os vizinhos que lidam com produção de carvão. Na casa dos agricultores, os criminosos ficaram por cerca de 10 minutos, roubaram dinheiro, cheques, telefones celulares e agrediram com chutes e coronhadas na cabeça os dois filhos do casal, de 25 e 29 anos.
A violência dos criminosos foi provocada, segundo as vítimas, porque os dois filhos conseguiram imobilizar o primeiro casal, que entrou pela porta dos fundos. Ainda na

Veículo usado no roubo foi reconhecido, o que ajudou na prisão da quadrilha

garagem, um homem com uma arma e uma mulher com uma faca acabaram sendo rendidos pelos donos da casa. O problema é que um terceiro bandido entrou, disparou cerca de 10 tiros e conseguiu reverter a situação, partindo para uma série de agressões, até chegar ao local onde estava guardado o dinheiro obtido com a venda de frutas na Ceasa, em Porto Alegre, no dia anterior.

Compartilhar

Deixe seu comentário