Buracos e fissuras na RSC-287 aumentam à medida que mais carros e caminhões passam na via de ligação

Promessas. EGR e Prefeitura se comprometem em intervir nos trechos mais críticos da via

Acidentes e prejuízos são constantes na RSC-287 devido aos inúmeros buracos. Na verdade, quem transita diariamente tem diversos motivos para reclamar, mas os buracos são os principais. Também as pistas laterais, de acesso ao Centro e aos bairros de Montenegro, são problema antigo.
Os trechos que correspondem ao Santo Antônio e à rua Ramiro Barcelos (Centro) são os que mais preocupam. Com crateras enormes, os veículos precisam passar devagar e desviar, o que causa transtornos como a quebra de peças nos carros e riscos ao trânsito.

A Prefeitura de Montenegro divulgou nesta semana que realizará melhorias nas laterais do trecho da Estação Rodoviária e Renauto. Como a RSC-287 e suas alças de acesso são responsabilidade do Estado, a Administração Municipal precisou de autorização para implementar medidas paliativas. De acordo com a Prefeitura, agora com o aval da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), através do diretor técnico, Milton Cypel, será encaminhado um cronograma para entrar em prática assim que houver condições climáticas favoráveis.

Carro de Novo Hamburgo teve dois pneus estourados nos buracos da RSC-287

Pneus furados e manutenção nos veículos são frequentes
Caminhoneiro há 20 anos, o montenegrino Eliseu Landerp dirige por todo o Rio Grande do Sul, e relata que justamente a rodovia em sua cidade lhe causa grandes problemas. “Na 287, lá perto da ERS-124, tem bastante buraco e está bem ruim. Por causa dos buracos a gente tem que fazer manutenção. De vez em quando temos que trocar amortecedor, borracha e suspensão, por que bate muito com o caminhão”, descreve.

Além disso, aponta que estragar pneu é um contratempo frequente. Antes prejuízos financeiros, do que a perda de uma vida. O profissional inclusive já passou maus bocados na via. “Já aconteceu de eu bater no buraco e desviar, e cair no mato. Semana passada mesmo, o meu filho estava na Costa e estourou um pneu. Ele tava vindo e não viu o buraco por causa da chuva”, diz, preocupado.

E enquanto Eliseu abastecia o seu caminhão, um carro com dois pneus furados estava sendo rebocado ao lado. O morador de Novo Hamburgo teve peças da dianteira e da traseira completamente cortadas em um buraco perto do trevo com ERS-124 (Senai). O frentista do Posto Ipiranga no acesso à rua Ramiro Barcelos e ao bairro Santo Antônio, Daniel Keller, estava presente quando o condutor chegou com os pneus furados. “Isso não é incomum. Direto aparece carro aqui com pneu furado e problema por causa dos buracos. Acontece muito. O pessoal reclama disso”, declara Daniel.

Além do trecho próximo da ERS-124, outro, próximo ao entroncamento com a BR-470 e com a rua Buarque de Macedo, também teve verdadeiras crateras abertas nos últimos dias. Os buracos dificultam o trânsito de veículos na rótula e causam riscos ao usuários da via.

Veículos quase param nas pistas de acesso ao Centro e ao bairro Santo Antônio

Trecho da rodovia tem promessas de melhorias
Por se tratar e um trecho com grande movimento, as crateras na RSC-287 impedem o desvio. Reduzir a velocidade também fica fora de questão.
O local em que diariamente cruzam caminhões, carros e motocicletas, passa por esse problema há algum tempo. Segundo a assessoria de imprensa da EGR, responsável pelo trecho, enquanto o tempo se mantiver úmido, somente poderão ser realizadas ações de tapa-buraco. Esse tipo de serviço não é bem visto pelos motoristas, porque a deterioração acontece rapidamente.

Porém, a promessa é que a EGR realize os reparos necessários de forma mais duradoura nos próximos dias, assim que o tempo permitir. O trecho onde há previsão de reparos compreende entre o quilômetro zero da rodovia, na rótula de entroncamento com a BR-470 e RSC-240, e o quilômetro sete, próximo ao Frigonal. “As obras neste trecho iniciarão agora, pois antes foram necessários a realização de projeto e licitação da empresa que executará as obras, por meio da qual está previsto investimento de R$ 1,5 milhão nos próximos meses, em serviços de recuperação de pavimento”, diz a empresa.

Deixe seu comentário