FOTO: DIVULGAÇÃO

Na noite dessa segunda-feira, 22, a Braskem, principal empresa do Polo Petroquímico de Triunfo anunciou o investimento de 61 milhões de dólares no complexo. O aporte – equivalente a R$ 322 milhões no câmbio do início da semana – será destinado à ampliação da produção do “plástico verde”, produzido a partir do etanol da cana-de-açúcar. A capacidade produtiva da planta deve passar de 200 mil para 260 mil toneladas por ano já em 2022, no quarto trimestre. A unidade de Triunfo é a única da Braskmem que produz essa matéria prima.

“A expansão da capacidade de produção de biopolímeros é reflexo do crescimento na demanda da sociedade e dos nossos parceiros por produtos sustentáveis, que tem aumentado consideravelmente nos últimos anos”, destaca Marco Jansen, responsável global por biopolímeros na multinacional. “Esta iniciativa também reforça nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável, que anda lado a lado com os valores da cadeia em que estamos inseridos e de nossos clientes”.

Segundo a organização, a meta com a ampliação da linha é obter redução de 15% nas emissões de gases de efeito estufa até 2030 e de alcançar a neutralidade de carbono até 2050. A matéria prima de origem renovável já é exportada para mais de 30 países e utilizada por grandes marcas como Tetra Pak e Johnson&Johnson.

Deixe seu comentário