Punto tripulado por criminosos era clonado. Fotos: Divulgação/5º BPM

Resposta. Prisão ocorreu devido ao trabalho de mapeamento área de atuação da quadrilha realizado pela Brigada

Deivid Ribas Severo Shutz

A Brigada Militar de Montenegro realizou, na manhã de ontem, a prisão em flagrante de Júlio César de Moura Rodrigues, 35 anos, e Deivid Ribas Severo Shutz, 25. A dupla é acusada de uma série de furtos de estepes que vinham ocorrendo na região central da cidade. Com eles, foram apreendidos um estepe e ferramentas para arrombamento de veículos. Além disso, o carro que os criminosos usavam, um Fiat Punto branco, era procedente de furto e havia sido clonado. Estava com placas falsas de Novo Hamburgo, mas havia sido furtado em Caxias do Sul. Dos dois, apenas Deivid já tinha passagem pela polícia, respondendo pelo crime de receptação.

Júlio César de Moura Rodrigues

A prisão de Júlio César e Deivid ocorreu após mais de 30 minutos de perseguição. De acordo com o sargento do Pelotão de Operação Especiais (POE) do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM) Dionson Portella Martins, os criminosos foram avistados próximo do Instituto de Educação São José. “A gente se deparou com o veículo suspeito e tentamos abordar, mas eles seguiram numa fuga”, destacou. Assim, duas guarnições realizaram o acompanhamento dos bandidos, que passaram pela área central da cidade e pelos bairros Ferroviário e Rui Barbosa. “Até que eles saíram na RSC-287 em direção às lojas TaQi. Lá eles tentaram entrar em direção ao bairro Santo Antônio, perderam o controle e bateram o veículo no cordão”, relatou.

O sargento revelou ainda que a Brigada Militar realizou um trabalho de mapeamento para fechar o cerco aos criminosos. Dionson conta que os policiais passaram a percorrer as áreas nas quais os furtos vinham ocorrendo e perceberam que próximo ao local onde um estepe havia sido levado havia uma empresa com câmera de segurança. Após fazer contato com a proprietária e obter a liberação das imagens, foi possível identificar qual veículo vinha sendo usado pela dupla.

Além disso, o patrulhamento nas áreas onde os furtos estavam sendo realizados foi reforçado. Para Dioson, os criminosos atuavam próximo ao Instituto São José, ao Hospital Montenegro e ao Sicredi para fugir das câmeras de monitoramento da área mais central. “Eles estavam sabendo que em Montenegro tinha videomonitoramento”, pontua. Em cerca de duas semanas de atuação, a dupla de criminosos de Novo Hamburgo furtou cerca de 15 pneus.

Três furtos em menos de duas horas
Estacionar nas ruas centrais já é uma dificuldade devido ao elevado volume de carros e pouco espaço disponível. Nas últimas semanas houve furtos de estepes com um ponto em comum: ocorreram em pouco espaço de tempo e em uma mesma rua. E todos de idosos. A motorista Neusa Zaboski, 57 anos, deixou o Ford Fiesta na João Pessoa, próximo à Tumelero. Ali, teve o equipamento roubado, além de uma caixa de ferramentas para pesca. No boletim de ocorrência, ela relatou que há câmera de segurança em uma loja próxima que poderia ajudar na identificação do assaltante.

Minutos depois, o Ford Ka do motorista Celso Azevedo, 60 anos, foi o segundo veículo arrombamento na mesma rua. Além do estepe, também foi furtado um celular, estetoscópio e um aparelho de aferir a pressão arterial.

Em outro caso, Neusa Silva, 50, relatou que bandidos levaram o estepe do seu Ford Ka na quadra dos Correios. Os assaltantes arrombaram o porta-malas do veículo. A Polícia Civil havia aberto investigação para apurar a autoria dessa série de delitos.

 

Estepe furtado e material utilizado para arrombar carros foram encontrados com os acusados

Deixe seu comentário