ALUNOS que não têm instrumento receberão um emprestado

Futuro. Projeto cultural pretende fortalecer a tradição gaúcha através da adesão de jovens e adultos nas atividades

O fortalecimento da Cultura Gaúcha através disseminação da arte é o objetivo do projeto pedagógico de oficinas do Departamento de Tradições Gaúchas (DTG) Acácia Negra. Essa é a primeira edição do Plantando Cultura e Cultivando a Tradição, que recebe recursos do Ministério da Cultura, via Lei Rouanet. Ainda há vagas nas oficinas e a entidade segue captando recursos na iniciativa privada.

PROFESSOR Vandré quer despertar o carinho pelo violão

Gilberto Dummer da Silva é o administrador do projeto, que foi elaborado pela empresa montenegrina Idealize Consultoria de Projetos. Ele explica que o DTG segue captando recursos junto ao empresariado local, de forma que possa cumprir a projeção de investir R$ 220 mil em um ano de projeto (janeiro de 2017 a janeiro de 2018). Atualmente, somente a empresa Tanac, mantenedora da Fundação Comunidade Tanac – ao qual o Acácia faz parte – aderiu ao apoio cultural.

A verba serve para pagar os dois instrutores de danças e os dois músicos que ensinam violão e gaita. Também garante instrumentos novos e pilcha completa aos participantes. Silva explica que as oficinas são abertas à comunidade, e, apesar da gratuidade, não é voltada somente ao público carente. “A ideia do DTG é sempre fazer um chamamento para as crianças”, afirma.
A única exigência dos jovens é que estejam estudando e tenham idade mínima de 5 anos. Para gaita e violão que estejam ao menos alfabetizados de modo que possam ler partitura. Inclusive, ainda há vagas abertas na Chula e para dança das invernadas mirim, juvenil e adulta. Com a grade completa, o projeto alcançará 135 alunos.

As exigências mínimas e o custo zero levaram para os salões do Departamento um público de características variadas, muito além dos frequentadores habituais das entidades tradicionalistas de Montenegro. O Acácia Negra aposta inicialmente na integração com a comunidade. Mas a maior esperança é de que desperte nos participantes o interesse pela cultura gaúcha, levando os a ingressar nas invernadas oficiais do DTG.

“Queremos incrementar o grupo e fazer crescer o movimento”, explica. A contrapartida do Departamento de Tradições é participar de ao menos 12 eventos tradicionalistas e mais quatro em praças, escolas e asilos. Uma entidade parceira do Acácia que será agraciada com as apresentações é a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

Professor e aluna descobrindo a cultura
Vandré Alexandre da Rosa é o professor de violão do projeto. Ele é o músico oficial das invernadas do Acácia, então foi convidado a participar do Plantando Cultura. Professor particular, agora ele tem sua primeira experiência com um grupo de alunos.

“O grande desafio é fazer pegar carinho pela música e pelo instrumento”, explicou. Apesar da maioria não ter noção alguma, Vandré identifica grande interesse em aprender. Essa é a resposta a oportunidade de acessar um curso gratuito. E certamente o projeto revelará para Montenegro talentos ocultos, como o caso da simpática Júlia de Souza Azevedo.

JÚLIA ainda não decidiu ser artista

Aos 9 anos, revela que desde pequena tem contato com a música de violão. “Desde bebezinho! Tem vídeo da minha mãe me segurando e meu pai tocando violão para mim”, recorda. Com pai músico amador, que muito cedo lhe presenteou com um violão, fez Júlia ingressar em outro projeto do DTG em 2016, quando teve suas primeiras noções.

Apesar do amor pela música nativista, a menina não decidiu ainda se optará por esse gênero. Na verdade, apesar de os pais já sonharem com o The Voice Kids 2018, ela ainda não fala em carreira. “Ainda sou pequeninha demais para dizer o que vou fazer no futuro”, declarou.

Oficinas à disposição
*Gaita
15 vagas – idades entre 09 e 18 anos
2ª feira –19h30min
Aula de 2 horas/ 1x por semana

*Violão
15 vagas – idade entre 09 e 18 anos
2ª feira – 19h30min
Aula 2h/ 1x por semana

*Chula
15 vagas (masculino) – idade entre 07 e 20 anos
6ª feira – 19h30min
Aula 2h/ 1x por semana

*Danças
Invernada Mirim – 13 pares com idade entre 05 e 12 anos
Invernada Juvenil – 14 pares com idade entre 13 e 16 anos
Invernada Adulta – 18 pares com idade a partir de 15 anos
3ª e 5ª feiras – 19h30min
Aula de 1h30min por invernada = 4h30 min/ dia/ 2x por semana

Entenda a Lei Rouanet
Esse mecanismo de incentivos fiscais é uma forma de estimular o apoio da iniciativa privada ao setor cultural. O Governo abre mão de parte dos impostos para que esses valores sejam investidos em projetos. O proponente (DTG Acácia Negra) é autorizado a captar recursos junto a pessoas físicas, que terão esse valor deduzido do imposto.

Seja parceiro do projeto
Para direcionar parte do seu Imposto de Renda ao Acácia Negra – contate pelo telefone 99732-9625 com Gilberto

IDEIA é que alunos ingressem depois nas atividades fixas do Acácia Negra

Deixe seu comentário