Defensores Públicos presentes utilizarão equipamentos de proteção individual Foto: Divulgação/Prefeitura de Salvador do Sul

Atenção. Serviço gratuito ocorrerá de 13 a 15 de agosto no município

Os cidadãos de Salvador do sul que tiveram negado o direito a obter os R$ 600 do auxílio emergencial terão a oportunidade de receber assistência judiciária gratuita nos dias 13 a 15 de agosto. A Unidade da Defensoria Pública da União (DPU) de Porto Alegre atenderá no prédio da prefeitura municipal, e irá receber exclusivamente demandas do auxílio emergencial e do Benefício Emergencial para preservação de emprego e renda.

As ações no dia 13 de agosto ocorrem das 18h às 20h; no segundo dia (14), das 9h às 12h e das 13h30min às 17h30min; já no terceiro e último dia (15), será das 8h30min às 11h. O atendimento ocorrerá mediante agendamento de, no máximo, duas pessoas por hora, para evitar aglomeração no local. Para agendar basta entrar em contato pelo telefone (51) 3638-1221.

Para os interessados no atendimento a Prefeitura de Salvador do Sul ressalta que todos devem portar RG e CPF, carteira de trabalho, comprovante de endereço, CNIS, senha do sistema “meu INSS” e print do indeferimento do pedido do auxílio emergencial (apenas do requerente). Segundo a DPU, os defensores e defensoras presentes no município utilizarão equipamentos de proteção individual como máscara, álcool em gel e termômetro, durante todo o atendimento. Haverá também limitação à quantidade de pessoas simultaneamente no local para o respeito de distanciamento social.

Em contato com a Defensoria Pública da União de Porto Alegre a redação do Jornal Ibiá questionou se a ação também seria realizada em outros municípios da região, porém a resposta foi negativa. “Não prestaremos atendimentos em Montenegro, Brochier, Maratá, Pareci Novo e São José do Sul, na medida em que algumas dessas cidades não manifestaram interesse nas ações”, disse o defensor Público Federal, André George Freire da Silva.

Ainda de acordo com ele, a DPU prestará o atendimento a outras cidades da região, mas não foram informados quais. Segundo o defensor a ação tem limitações em virtude da pandemia e não poderiam ser divulgados os locais para não “inviabilizar o trabalho”.

Mais de 1 milhão de cadastros negados

Segundo a Dataprev (empresa de tecnologia do governo, dos mais de 1,8 milhão de pedidos de auxílio emergencial homologados pelo Ministério da Cidadania na última sexta-feira, 24, apenas 805,3 mil foram aprovados. Esse lote de resultados engloba os cadastros realizados pelo aplicativo ou site do auxílio emergencial entre 23 de abril e 19 de julho.

A Dataprev informou ainda que 903,7 mil pessoas seguem com as solicitações classificadas como inconclusivas. Esses cidadãos ainda podem complementar as informações pessoais através do aplicativo ou site do auxílio.

 

Deixe seu comentário