Campanha da Sinoscar, com a Cáritas e o Ibiá arrecadou alimentos para o projeto “Quilos valem informação” 
Garrafas de vidro decoradas com a técnica decoupage por Fátima Tristão

Campanhas foram fundamentais para superar os desafios impostos pela pandemia

2020 foi um ano difícil para muitas pessoas por conta da pandemia da Covid-19. Por isso, a demanda por doações, principalmente de alimentos, teve um aumento significativo. Mas ao contrário do que se temia, também houve o aumento de ações solidárias por parte de empresas e pessoas.

A Sinoscar Montenegro foi uma das empresas que colaborou com campanhas de arrecadação de alimentos durante todo o ano. Ao todo foram três campanhas realizadas pela empresa em 2020, uma delas aconteceu em conjunto com o Jornal Ibiá e arrecadou, entre donativos da comunidade e da própria Sinoscar, 3,7 mil quilos de alimentos que foram entregues à Cáritas e destinados a famílias carentes atendidas pela entidade. Outra iniciativa foi realizada na oficina da Sinoscar, em que, para cada cliente que realizou qualquer serviço em seu veículo foi doado um quilo de alimento. Além disso, os funcionários realizaram também uma campanha interna na qual cada um doou um valor em dinheiro que foi revertido em cestas básicas doadas para famílias carentes. No total, em torno de cinco toneladas de alimentos foram arrecadadas em todas as campanhas realizadas pela empresa. Para o Gerente de vendas da Sinoscar, Igor Castilhos, as ações realizadas foram fundamentais para superar o ano difícil.

“O mínimo que a gente fez foi algo gigantesco para as famílias que foram beneficiadas”, destaca Igor.
Fátima Tristão, assistente de escola, também se mobilizou neste ano para garantir um Natal mais feliz para crianças carentes. Ela transformou o dinheiro arrecadado com a venda de garrafas pintadas com a técnica decoupage em brinquedos e doces. A ideia surgiu após ela perceber que não havia locais para descarte de garrafas de vidros. Fátima então foi para internet procurar o que fazer com os materiais e encontrou a técnica de decoupage.

A partir daí a assistente de escola resolveu transformar o trabalho realizado com as garrafas em solidariedade. “Foi uma coisa que eu me descobri, porque até então eu não sabia fazer esse tipo de coisa. Então eu aprendi e ainda ajudei essas crianças e famílias”, conta. Com o dinheiro arrecadado foi possível comprar 100 pacotes de doces e 105 brinquedos que foram entregues à Cufa de Montenegro para serem distribuídos na campanha de Natal da Organização.

Na corrente solidária, a empresa JBS realizou a doação de duas toneladas de alimentos à Cufa Montenegro

Para se ter uma ideia do impacto das mobilizações por doações neste ano, somente a Cufa Montenegro arrecadou 58 toneladas de alimentos ao longo de 2020. Também 1200 brinquedos foram doados para ação de Natal da organização. O coordenador Rogério Santos conta que 60% das doações feitas à instituição vieram de pessoas físicas e empresas, os outros 40% vieram da Cufa RS e da Cufa Nacional. Ou seja, a mobilização da população foi fundamental durante este ano em que a solidariedade foi tão necessária. “Montenegro tem pessoas muito solidárias, pessoas que mensalmente colaboraram com valores ou alimentos, então só tenho a dizer: gratidão à população montenegrina”, destaca Rogério.

Deixe seu comentário