Foto: reprodução internet

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, decidiu adiar para a próxima terça-feira , dia 5, a análise do projeto que torna menos rigorosas as regras para porte e posse de armas de fogo (PL 3723/19). Na ocasião, será entregue um novo texto do relator, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), com regras para caçadores, atiradores e colecionadores (CACs).

“Apesar de ser uma novela que não acaba, eu pedi ao relator que construa uma emenda circunscrita aos CACs, com o que ele entenda que é relevante para os CACs. Vamos votar sem obstrução, às 16 horas da terça-feira”, disse Maia. Ele afirmou que, se os deputados insistissem em votar toda a proposta nessa quarta-feira, 30, haveria risco de derrota do texto.

O líder da oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), disse que o adiamento permite a construção de um acordo. “Vamos trabalhar para encontrar uma maneira de tratar essa matéria com proteção da vida e o debate dos CACs”, declarou.

Os parlamentares poderão, no entanto, apresentar destaques para reincluir trechos relacionados ao porte e à posse de armas por cidadãos que não tenham prerrogativa vinculada à carreira.

Deixe seu comentário