Disputa é realizada na Cancha da Família Kleinübing mensalmente

Em Pareci Novo. Competição realizada na localidade de Coqueiral reuniu famílias apaixonadas pelo tiro de laço

O amor e a paixão à tradição gaúcha, ao cavalo e ao tiro de laço tomaram conta da Cancha da Família Kleinübing, na localidade de Coqueiral, em Pareci Novo nesse domingo. No local, ocorreu o 20º Torneio de Vaca Mecânica. Ao todo, foram sete modalidades disputadas: laço individual, laço guri, laço prenda, laço vaca parada, laço equipe, laço duplas e prova de rédea de baliza.

Os cinco finalistas de cada categoria dividiram prêmio em dinheiro e os primeiros ainda levaram troféus para casa. A competição é realizada na terceira semana de cada mês. A próxima será dia 18 de março. Entre os cerca de 35 participantes, estavam Rui, 56 anos, e Gabriel Rambo, 22, pai e filho. Os dois participaram de todas as edições e, ontem, ganharam na duplas. “É um esporte e ajuda a manter a forma, fazer exercício. O cavalo fica bem feliz também. Já temos alguns troféuzinhos lá em casa”, comenta Rui.

Gabriel, também venceu aprova de rédea de baliza e a individual força A, e não esconde a alegria de dividir esses momentos especiais com o pai. “Minha família é tudo para mim. Participar dos torneios com meu pai é uma grande satisfação, uma honra. Ele e a minha família me deram tudo”, destaca. Ele foi adotado quando tinha apenas três meses de idade.

A família toda, além dos dois, a esposa de Rui, Carla, e as filhas Daiane, 30, e Dara, 4, têm o hábito de participar do evento na Cancha. Uma vez, Daiane, que tem síndrome de down, ganhou um troféu. “Pensa em uma filha feliz. Me abraçou de um jeito que nunca mais vou esquecer. Ela mostra o troféu para todo mundo, com orgulho”, conta Rui.

O proprietário da Cancha, Luciano Kleinübing, ressalta o projeto de tornar a competição cada vez mais organizada e prestigiada. “Eu gosto muito da tradição gaúcha e estou fazendo de tudo para ser um torneio cada vez mais qualificado. Vou continuar trabalhando sério, com toda a paciência do mundo”, afirma. Segundo ele, cerca de 100 participantes em média participam da disputa. Nesta edição, o número ficou abaixo porque também estava sendo realizado um rodeio na região.

Lindomar Martins ensinava o tiro de laço para a pequena Isadora, de apenas três anos. “Pelo mundo do jeito que está hoje, é preciso incentivar a cultura e a tradição gaúcha desde cedo”, ressalta.

Os vencedores
Laço Guri – João Vítor
Laço Prenda – Duda
Rédeas Com Baliza – Gabriel Rambo

Laço Individual
Força A – Gabriel Rambo
Força B – Mano Lima
Força C – João Vitor

Laço Dupla1
Força A – Rui E Gabriel Rambo
Força B – Mano Lima E Juares Andrade
Força C – Ariel E Luiza Krants

Laço Vaca Parada
Bianca

Laço equipe
Juarez, João Vitor, Duda, Rui Rambo e Gabriel Rambo

Deixe seu comentário