Algumas escolas de Educação Infantil, como a EMEI Laranjinha de São José do Sul, já retomaram suas atividades. FOTO: PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO SUL

Escolas aproveitaram período de férias para realizar melhorias e adaptações

Está chegando aquele momento que – para pais e filhos – marca, de fato, o início de um novo ano: o retorno às aulas. Apesar de que, em algumas cidades da região, como Maratá e São José do Sul, as aulas na Educação Infantil já tenham sido retomadas, a expectativa é pelo início do ano letivo nas redes municipal, estadual e também particular para as turmas de Ensino Fundamental e Médio.

As primeiras instituições a receberem os alunos para 2020 serão o Colégio Sinodal Progresso e o Instituto de Educação São José, da rede particular de Montenegro, já nesta segunda-feira, 17. As instituições municipais, no geral, marcaram o início de suas atividades para o decorrer da semana.

Na rede estadual, porém, mudanças pedagógicas como períodos fixos de 60 minutos, inclusão de novas matérias na grade curricular e troca de conceito por notas de 0 a 10 aguardam os alunos e têm gerado certa apreensão. Após período de recuperação da grave, há diferentes datas de início de atividades e também algumas indefinições, inclusive sobre horários de término e de início de aulas. Confira informações sobre o retorno nas escolas de cada Município:

Na EMEF Leonar Ricardo Bauer, do Centro de Brochier, duas novas salas estão quase prontas para serem utilizadas. FOTO: PREFEITURA DE BROCHIER

Brochier
Rede municipal
As escolas da rede municipal de ensino de Brochier – que contam com aproximadamente 450 matriculados – receberão aos alunos para o início do ano letivo em 20 de fevereiro, com exceção das crianças do Berçário e Maternal da Escola Municipal de Ensino Infantil (EMEI) Sapatinho de Cristal. Estas já voltaram às suas atividades em 3 de fevereiro.
De acordo com a secretária municipal de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, Claudine Consuelo Bergmann Haupenthal, os educandários municipais receberam pequenas reformas para receber os estudantes. Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Leonar Ricardo Bauer, no Centro , está em fase de término a construção de duas novas salas de aula. Essa obra iniciou em dezembro do ano passado e representa um investimento de R$ 211.456,46.

Rede estadual
As aulas na Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Erni Oscar Fauth serão retomadas no dia 20 deste mês para todas as turmas, alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ano do Ensino Médio. Para receber os cerca de 315 estudantes matriculados, o prédio da instituição de ensino passou por pintura e limpeza. Além disso, houve a organização da pracinha, que foi transferida para a parte da frente do pátio da escola para dar espaço para a futura construção da quadra coberta aos fundos do educandário.
Na parte pedagógica, os alunos passarão a ter notas de 0 a 10 e não mais por conceitos. Haverá, ainda, novos componentes curriculares e os períodos serão de 60 minutos. Em razão dos períodos mais longos, houve mudança no horário de entrada e saída dos alunos apenas no turno da manhã, com as aulas iniciando às 7h30min e encerrando às 11h30min. Antes, elas ocorriam até meio-dia.

Escolas receberam pequenas melhorias, caso da Augusto Ambrósio Rücker. FOTO: PREFEITURA DE MARATÁ

Maratá
Rede municipal
O início do ano letivo das escolas municipais de Maratá está marcado para o dia 19 deste mês, com exceção da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Descobrindo a Vida, que retomou integralmente suas atividades no dia 3. As escolas de Ensino Fundamental oferecerão aos estudantes turno integral desde a retomada das aulas. Excepcionalmente na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Pedro Cristiano Höher, essas atividades iniciarão em março. A rede municipal de Maratá tem 250 alunos matriculados.

Além das atividades já ofertadas no contraturno em 2019, a secretaria municipal de Educação e Cultura (SMEC) irá implantar o projeto Natação para alunos das turmas de 2º ano do Ensino Fundamental. Outra novidade é a implantação de um projeto de educação fiscal, que será realizado em parceria com a Sicredi.

Também será implantado este ano pela SMEC a Turma de Aceleração, que tem como objetivo corrigir a distorção idade-série dos alunos matriculados na rede municipal. A secretária de Educação e Cultura de Maratá, Clarine Pittelkow Luft, destaca que o planejamento para esta turma será diferenciado, visando metodologias diversificadas para que o aluno consiga atingir os objetivos e progredir nos estudos.

Para receber os alunos, todos os educandários foram dedetizados e passaram por reformas que visam o conforto do estudante e a qualidade de ensino.

Rede estadual
Com 170 alunos matriculados, o Colégio Estadual Engenheiro Paulo Chaves terá novidades na área pedagógica em 2020. A partir deste ano, a escola passa a atender apenas no turno da tarde e da noite. As aulas do Ensino Médio, no turno noturno, começarão no dia 26. Já os alunos do Ensino Fundamental, que estudarão apenas à tarde, começarão o ano letivo no dia 27.

Neste ano, o colégio passará a ter novos componentes curriculares, como Espanhol e Projeto de Vida. Além disso, a avaliação também passará a ser por nota e não mais conceitos. A duração dos períodos passou a ser de 60 minutos. A direção da escola ainda estuda se haverá mudança no horário de entrada e saída dos alunos em razão do aumento dessa duração.
Por ter passado por melhorias no último ano, não ocorreram mudanças significativas na estrutura da escola.

Equipes da SMVSU trabalham na limpeza dos pátios nas escolas da rede municipal. FOTO: PREFEITURA DE MONTENEGRO

Montenegro
Rede municipal
A volta às aulas em 2020 na rede municipal de Montenegro ocorrerá no dia 20 de fevereiro, desde a Educação Infantil até os anos finais do Ensino Fundamental, e mobilizarão cerca de 7 mil alunos. De acordo com a secretaria municipal de Educação e Cultura (SMEC), para o início do ano letivo, as escolas estão se organizando com limpeza geral, pinturas e limpeza dos pátios. Essas ações são realizadas em parceria com a secretaria municipal de Viação e Serviços Urbanos (SMVSU).

Segundo a SMEC, há diversas atividades sendo organizadas para o primeiro dia de aula. Os estudantes da rede municipal montenegrina podem esperar desde brinquedos infláveis até merenda diferenciada. Em alguns educandários os profissionais irão recepcionar os alunos com fantasias. Estão programadas, ainda, atividades com músicas e mascotes das escolas.

Rede estadual
Com dezessete instituições no Município, as datas de retorno variam de escola para escola. São resultado do período de 30 dias passados após o fim das recuperações da recente greve dos educadores. Algumas voltam já nesta terça-feira, 18, mas há instituições marcando o início das atividades para meados de março. Com a alteração dos currículos e o período fixo de 60 minutos, muitas vão ter que mudar os horários de início e de término das aulas para fechar a carga horária. Há, porém, quem não tenha, ainda, acertado essa questão. Confira a relação:
– A.J. Renner – Aulas começam no dia 21 de fevereiro. Não houve mudanças nos horários. Eles seguem, no integral, das 7h30 às 16h30 e, no noturno, das 18h45 às 22h45
– Adão Martini – Aulas voltam após o Carnaval, mas a definição sobre dia e horário só deve ser dada a partir de segunda-feira
– Adelaide Sá Brito – Aulas voltam no dia 27 de fevereiro. Há alteração nos horários de saída da manhã. Ficam das 7h30 às 11h30 e das 13h10 às 17h10
– Álvaro de Moraes – Aulas começam no dia 21 de fevereiro. Os novos horários ficam das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h
– Aurélio Porto – Aulas começam no dia 18 de fevereiro. Não há mudanças de horários. Segue das 7h45 às 11h45 e das 13h30 às 17h30
– Delfina Dias Ferraz – Aulas começam no dia 27 de fevereiro. Sobre os horários, a instituição só terá a definição após uma reunião marcada para o dia 26
– Ivo Bühler (CIEP) – Aulas começam no dia 19 de fevereiro. Há mudanças de horários. O Ensino Médio, de manhã, fica das 7h às 12h15. Já as duas turmas do turno integral ficam, juntas, das 8h às 16h. Não houve alteração no noturno
– Januário Corrêa – Aulas começam no dia 18 de fevereiro. Há novos horários: Das 7h30 às 1130 e das 13h às 17h
– Jorge Guilherme Moojen – Aulas começam no dia 19 de fevereiro. Com as alterações, os horários ficaram das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h
– José Garibaldi – Aulas começam no dia 21 de fevereiro. Segundo a direção, os horários ficam das 7h30 às 11h30
– Manoel de Souza Moraes – Aulas começam no dia 20 de fevereiro. Houve alteração de horário no turno da manhã, que será das 7h30 às 11h30. À tarde, segue das 13h às 17h
– Osvaldo Brochier – Aulas começam no dia 18 de fevereiro. A direção coloca que deve haver mudança de horário no turno da manhã, provavelmente para das 7h45 às 11h45. Ainda aguarda a definição das demais escolas com alunos que partilham o mesmo transporte escolar com estudantes da instituição. Isso deve ser acertado na segunda-feira. No período da tarde, o horário é das 13h às 17h
– Paulo Ribeiro Campos (Polivalente) – Aulas começam no dia 18 de fevereiro. A instituição reorganizou os períodos para não alterar horários, que seguem das 7h15 às 12h10, das 13h10 às 18h10 e das 18h45 às 22h45
– Promorar – Aulas começam no dia 26 de fevereiro. Horários não mudam. Seguem das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h20
– São João Batista – Aulas começam no dia 13 de março. Com mudanças, os horários ficam das 7h30 às 12h30, das 13h20 às 18h20 e das 18h45 às 22h45
– Tanac – Aulas começam no dia 18 de fevereiro. Não há alteração de horários, que seguem das 7h30 às 11h30 e das 13h10 às 17h20
– Yara Ferraz Gaia – Aulas começam no dia 18 de fevereiro. Horários seguem das 7h30 às 11h30 e das 13h15 às 17h15

Rede particular
As duas escolas particulares da cidade – o Colégio Sinodal Progresso e o Instituto de Educação São José – retomarão suas aulas no dia 17.

No Instituto de Educação São José, a diretora Maria Helena Schüler Luft diz que o ano de 2020 será de muitas novidades. Segundo ela, o educandário tem, agora, o Sistema Positivo de Ensino implantado de ponta a ponta, ou seja, desde o Grupo 1 do Ensino Infantil até o 3º ano do Ensino Médio. O sistema Positivo English Solution, desenvolvido em parceria com a Universidade de Cambridge, será aplicado desde o Grupo 4 da Educação Infantil até o 9º ano do Ensino Fundamental. Além disso, haverá a ampliação no atendimento aos alunos dos Anos Inici ais do Ensino Fundamental, com aulas das 13h20min às 18h10min. Há ainda a inclusão de aulas de Filosofia desde o 1º ano do Ensino Fundamental e aulas de Educação Financeira e Empreendedorismo do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Para os alunos do Ensino Médio, foi implantada a plataforma Redigir A+.

Em termo de estrutura, a diretora ressalta as reformas completas dos banheiros do primeiro piso, a revitalização dos corredores e salas de aula e o término de mais uma etapa prevista no Plano de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCI). A reforma completa da sala dos professores dá início à revitalização da parte antiga do prédio da escola que atende cerca de 500 estudantes.

O Colégio Sinodal Progresso, que tem 1.102 alunos matriculados, promoveu diversas melhorias de infraestrutura. A instituição conta, agora, com 100% de acessibilidade com a implantação de uma rampa de acesso para laboratório e cozinha experimental. Além disso, houve a reorganização do espaço físico do núcleo pedagógico, foram revitalizadas quatro salas de aula e corredores e o ginásio de esportes e todos os ambientes do espaço escolar possuem climatização. Visando o controle e segurança da comunidade escolar, foi feita a instalação de catracas de acesso.

No plano pedagógico, o colégio terá em 2020 a implantação do programa Amigavelmente da Pearson no Ensino Fundamental, o fortalecimento do projeto de Música e a ampliação do programa bilíngue na Educação Infantil. Há, ainda, o início das aulas de três novos cursos técnicos e um quatro de especialização.

foto: reprodução internet

Aos alunos do Estado, mudança de horários e incertezas estão preocupando
A fixação dos períodos de sessenta minutos, que está alterando os horários de algumas das escolas da rede estadual, foi oficializada na portaria 293/2019, que é assinada pelo secretário de Educação, Faisal Karam. A medida não interfere nas instituições municipais.

Com as aulas prestes a começar, os pais estão preocupados com o transporte escolar dos filhos, que precisará ser adaptado de acordo com cada escola. Embora a secretaria estadual e a municipal – que gerencia o transporte – garantam que as adequações estão sendo feitas caso a caso, ainda há muita indefinição sobre o futuro dos estudantes, especialmente os que moram longe das instituições de ensino.

“A gente vai na escola e eles não sabem ainda. Tem que ficar esperando, mas é ruim deixar para a última a hora”, lamenta a mãe, Anelise Krug, que tem uma filha prestes a entrar no 2º ano do Ensino Médio da Escola São João Batista, em Montenegro. A informação é de que as aulas da menina vão terminar às 12h30, todos os dias. Mas o ônibus da Vimsa que vai até a casa deles, na localidade de Campo do Meio, sai às 12h da cidade.

Segundo ela, sua mais recente tentativa de solução foi procurar o serviço do transporte escolar, que atende localidades por onde o ônibus da Vimsa não passa, para que este leve também a sua filha. Ainda não houve retorno, mas o motorista já lhe alertou a dificuldade de esperar mais tempo pelo horário de saída mais tarde, que pode vir a atrasar os alunos que usam o serviço no turno seguinte.

“A gente é do interior. Não pode estar indo toda hora para Montenegro perguntar dessas coisas”, coloca a mãe. Tem muito morador do interior na mesma situação. Estudantes de localidades como Santos Reis, Alfama e Lajeadinho, por exemplo.

Seis salas receberam piso novo na EEEM São José do Maratá. FOTO: DIVULGAÇÃO/EEEM SÃO JOSÉ DO MARATÁ

São José do Sul
Rede municipal
A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEI) Laranjinha recebeu os alunos do Berçário e do Maternal no dia 5 deste mês. As crianças matriculadas no Jardim retomam suas aulas no dia 20, junto com o restante da rede municipal de ensino, que atende um total de 262 alunos.

No plano pedagógico, além das oficinas de Taekwondo, teatro e de futebol, os alunos terão a oportunidade de realizar oficinas de informática e musicalização. Alunos até o 3º ano do Ensino Fundamental poderão fazer atividades no contraturno escolar na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) João Lerner.

Para melhor receber os alunos, a EMEI Laranjinha recebeu piso de vinílico nas salas de aula e secretaria; e também um toldo de proteção que dá acesso a uma das salas de aula e telas na cozinha. Na EMEF Professora Valéria Maria Kirch, está sendo realizada a pintura interna em todas as salas de aulas e setores, além da troca de telas e colocação de novos quadros.

Rede estadual
Os 134 alunos da Escola Estadual de Ensino Médio São José do Maratá voltarão às aulas no dia 20. Com os períodos de uma hora, a gestão da escola optou por reduzir o horário do intervalo e também o número de períodos por dia. Turmas do Ensino Médio terão cinco períodos ao invés de seis e as do Ensino Fundamental terão quatro ao invés de cinco. Além disso, novos componentes curriculares foram incluídos na grade disciplinar: Produções Interativas e Projetos de Vida.

Na questão estrutural, foi trocado o piso de seis salas. Também foram ampliados os acessos externos com 50 m² de calçada. Além disso, foi instalada internet com rede de fibra óptica e banda de 240MB.

Escolas da rede municipal de Pareci Novo receberam melhorias diversas durante as férias. FOTO: PREFEITURA DE PARECI NOVO

Pareci Novo
Rede municipal
Conforme a secretaria da Educação de Pareci Novo, as aulas na rede estadual retornam no dia 17 de fevereiro para as crianças matriculadas na Escola Municipal de Ensino Infantil (EMEI) Professora Elisane Schneiders Lucktmeier; e no dia 26 deste mês voltam as aulas das escolas de Ensino Fundamental do Município. Ao todo, são mais de 670 alunos matriculados na rede municipal de ensino.

Para receber os estudantes, diversas obras foram realizadas nas escolas municipais. De acordo com a secretária de Educação, Paula Streit, todos os educandários receberam dedetização e limpeza de caixa d’água. Na EMEI Professora Elisane Schneiders Lucktmeier, ainda no final de 2019, foi feita a reforma no banheiro dos Berçários, com recurso oriundo do Fundo Social da Sicredi e da Associação de Pais e Mestres da escola.

Localizada no Centro, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Beato Roque teve a sua quadra pintada e recebeu um novo letreiro. Já a EMEF José Pedro Mendel, em Despique, teve reforma no parque e no muro do prédio da Educação Infantil, além da construção do sumidouro dos banheiros do prédio do Ensino Fundamental. No último sábado, dia 8, pais e direção se reuniram para um mutirão de organização e limpeza do pátio da escola.
Na EMEF Catharina Fridolina Weissheimer, da localidade de Matiel, a direção organiza seu tradicional baile de Carnaval para receber os alunos no primeiro dia de aula. Em termos estruturais, o Conselho de Pais e Mestres organizou, com ajuda de pais, professores e funcionários, a pintura dos banheiros da escola. A pintura da estrutura metálica da quadra da escola também está sendo providenciada.

Rede estadual
Na Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) São Francisco de Assis, que atende em torno de 100 alunos, as aulas irão retornar no dia 26. De acordo com a diretora Maria Elena Reinehr, o calendário foi adaptado conforme o da rede municipal em razão do transporte escolar. Sem mudanças estruturais, a principal novidade para os estudantes serão os períodos de 60 minutos. O horário das aulas será mantido o mesmo e não serão incluídos novos componentes curriculares na grade de disciplina das turmas do 1º ao 3º ano do Ensino Médio da escola.

Deixe seu comentário