A Câmara de Vereadores de Montenegro rejeitou, na noite desta quarta-feira, 30, a instalação de um processo de cassação do mandato do prefeito Kadu Müller. Eram necessários os votos de sete dos dez integrantes do Legislativo para a abertura, mas a oposição conseguiu apenas seis.

O pedido foi protocolado pelo ex-funcionário da Prefeitura, Alex Sandro da Silva. Ele entregou ao legislativo 49 páginas de conteúdos diversos, incluindo editais, postagens em redes sociais e notícias de jornais, além de nove áudios que, juntos, somam 14 minutos e 31 segundos de conversas. Seu objetivo é provar que existe um trabalho coordenado no poder público para tirar vantagens de empresas a partir da manipulação de licitações.

Esse foi o segundo pedido apresentado contra o governo Kadu. O primeiro foi arquivado em maio desse ano. Veja como votou cada vereador:

Contrários à abertura do processo de impeachment
Rose Almeida (PSB)
Josi Paz (PSB)
Talis Ferreira (PR)
Joel Kerber (Progressista)

Favoráveis à abertura do processo de impeachment
Valdecir Alves de Castro (PSB)
Neri de Melo Pena, Cabelo (PTB)
Juarez da Silva (PTB)
Felipe Kinn da Silva (MDB)
Cristiano Braatz (MDB)
Érico Velten (PDT)

Deixe seu comentário