Juli, ao lado do seu vice Laerte Junges, será a primeira prefeita do Município. Ela também quebrou a tradição de reeleição na cidade. FOTO: Arquivo Pessoal

Mulheres ganham destaque no Vale do Caí ao se elegerem prefeitas, vices e vereadoras

Cada vez mais atuantes na sociedade e buscando ampliar seu espaço em diferentes setores, as mulheres realizaram nas eleições do último domingo, dia 15, um importante avanço no Vale do Caí. Nas urnas, eleitores de cinco, dos 20 Municípios da região, optaram por candidatas mulheres para comandar o Executivo a partir de 2021. Há, ainda, mulheres eleitas para os cargos de vice-prefeita e vereadora.

“Para as mulheres, é uma honra poder também participar assim tão ativamente da política no Município. A gente teve até antes dessa eleição apenas uma vereadora, a Salete (Roehe Bildhauer), e hoje, então, nós contamos com uma prefeita eleita e uma vereadora eleita na Câmara de Vereadores (Clarine Pittelkow Luft)”, comentou a prefeita eleita de Maratá, Gisele Adriana Schneider (Republicanos), em entrevista ao programa Estúdio Ibiá, da Rádio Ibiá Web. Inclusive, ela, que foi eleita com 47,69% dos votos válidos, foi a primeira prefeita eleita pelo seu partido, o Republicanos, no Rio Grande do Sul.

Para Gisele, cada vez mais as mulheres estão mostrando o seu potencial também na política e demonstrando que podem fazer um trabalho correto, honesto e competente em prol dos Municípios. “Com certeza é uma responsabilidade muito grande (ser eleita prefeita), mas estamos preparados para isso. Com o apoio do meu vice (Marcus Joner) nós certamente faremos um belo trabalho. Ficará registrado na história de Maratá a primeira prefeita e a gente quer honrar muito isso”, reforçou.

Gisele Adriana Schneider, que tem como vice Marcus Joner,
foi eleita a primeira prefeita de Maratá com 47,69% dos votos

A primeira prefeita eleita de São José do Sul, Juliane Maria Bender (PSD), a Juli, disse em entrevista à Rádio Ibiá Web que é perceptível o crescimento da mulher na política. “A gente fica muito feliz com o resultado nos Municípios, principalmente, daqui da região, onde realmente temos várias mulheres (eleitas) como prefeita, vice e vereadoras”, destacou. “Que cada vez mais a mulher na política não seja apenas para abrir vagas para um candidato masculino e, sim, para realmente ocupar o lugar que lhe pertence”, defendeu a representante do PSD.

Juli, que foi eleita com 60,94% dos votos válidos, salientou que em São José do Sul as mulheres já vinham se destacando em vários papéis importantes da sociedade. Ela apontou, ainda, que novamente haverá três mulheres ocupando cadeiras na Câmara de Vereadores do município. Todas elas são do seu partido, o PSD. “E a nossa primeira suplente também é uma vereadora que poderá vir a trabalhar junto conosco”, acrescentou.

No Vale do Caí, São Pedro da Serra reelegeu sua primeira prefeita. Isabel Cornelius (MDB) venceu o pleito com 1.978 votos. São Vendelino elegeu a ex-prefeita Marli (PTB), com 50,59% dos votos. Em São José do Hortêncio, Ester Dill Koch (DEM) foi eleita com 59,95% dos votos.

Patrícia Henz Schommer diz que tem um grande compromisso: despertar nas mulheres o interesse em participar ativamente da vida política brochiense. FOTO: Agência Conecta

Em Brochier, Patrícia será a primeira vice-prefeita
Desde que foram anunciadas as chapas que disputariam a eleição majoritária em Brochier algo já era certo: a dupla ganhadora faria história porque uma mulher assumiria como vice-prefeita. No pleito, o prefeito Clauro Josir de Carvalho foi reeleito e com isso Patrícia Cristina Henz Schommer (PP) será a primeira vice-prefeita da história do Município.

“Sinto muito orgulho de ser a primeira mulher eleita como vice-prefeita em nossa cidade. Agradecemos imensamente a votação expressiva que obtivemos”, comenta a partidária do Progressistas. “Tenho um compromisso muito grande, o de despertar nas mulheres o interesse em participar ativamente da vida política em Brochier”, complementa.

Números
A quantidade de prefeitas eleitas no Rio Grande do Sul subiu de 24, no pleito de 2016, para 37 no primeiro turno da disputa deste ano. Isso representa um crescimento de 54% no número de mulheres eleitas prefeitas. Outras duas mulheres disputam o segundo turno: Manuela D’Ávila (PCdoB), em Porto Alegre, e Paula Mascarenhas (PSDB), em Pelotas. Em todo o Estado, 125 candidatas concorriam ao comando das Prefeituras.

Deixe seu comentário