Regional. Montenegro sedia a Feira de Agroindústria e Agricultura Familiar

O trabalho das famílias rurais poderá ser conferido em praça pública. Na próxima terça-feira, dia 8, 15 municípios estarão representados por 35 produtores na 2ª Feira de Agroindústria e Agricultura Familiar do Vale do Caí. O evento que mostrará a pujança deste importante segmento econômico acontece entre 10h às 18h30min, na praça Rui Barbosa, Centro de Montenegro.

De forma individual, em grupos ou organizados em cooperativas, oferecerão ao consumidor urbano artesanato, hortaliças, produtos de agroindústrias como geleias, sucos, planificado – pães, cucas, bolachas e massas -, queijos, embutidos, ovos, mel, chás, cogumelos, flores, plantas e mudas, inclusive de comestíveis não convencionais (Panc’s).

O que o campo produz é importante ao agricultor, às cidades e à população

O objetivo é promover e valorizar aquilo que provém do pequeno agricultor. “Um momento de exposição dos produtos ao público e aos gestores municipais que também foram convidados. E, claro, para comercializar sua produção”, salientou a engenheira agrônoma Luísa Leupolt Campos, extensionista da Emater-Ascar/RS, promotora do evento.

E não somente o negócio ilumina o horizonte destes agricultores, que usam a oportunidade para levar à população conhecimento. Na praça, os visitantes saberão mais a respeito das formas de cultivo no Vale e sobre uma alimentação saudável. Este interesse será sanado no espaço onde nutricionistas das prefeituras passarão informações quanto ao que comer para garantir uma vida mais proveitosa.

Foco em comida sem veneno
“A Feira não é exclusivamente orgânica. Todos os agricultores são atendidos, de diversas formas, pela Emater nos municípios”, explica Luísa. Ainda assim, salienta o foco da autarquia em orientações, preferencialmente, que prezem pelo desenvolvimento sustentável e práticas de base ecológica.
A Feira cuidará também da alma, através de um espaço para a promoção da saúde mental e psicológica (das 14h às 17h). Outro nicho econômico que cresce no Rio Grande do Sul, graças a Emater, o Turismo Rural – ou Agroturismo – será divulgado por cinco rotas da região: Sabores e Saberes; Caminhos do Coração; Caminhos das Velhas Colônias; Imigrantes e Fé; e a recém criada em Montenegro Rota Fortaleza.
O evento é uma promoção do Grupo de Segurança Alimentar do Vale do Caí, composto por Emater e nutricionistas das prefeituras que discutem ações sobre a alimentação saudável. O apoio é do Banco Sicredi e Prefeitura de Montenegro.

Deixe seu comentário