Alegria da criançada era escolher um brinquedo entre 400 arrecadados pela Segurança Pública

O Dia das Crianças teve , sobretudo, solidariedade, que trouxe alegria e esperança aos pequenos cidadãos do presente. A Central Única das Favelas – Cufa – trabalhou com apoio das forças de segurança pública. Polícia Civil, Brigada Militar, Bombeiros e Susepe em Montenegro arrecadaram mais de 400 brinquedos, além de roupas e livros na Ação Solidária Integrada. Essas instituições tiveram ainda o apoio fundamental da iniciativa privada, com coleta e doações na Loja Brincasa, Livraria Intelectual, Neide Klein Personal Trainer e na D’ Mello.

Carine levou um rancho e Estela uma boneca

Somadas a outras doações de parceiros da Central, fizeram uma tarde de terça-feira, dia 12, muito especial. A pandemia impediu que fosse uma festa tradicional,sem aglomeração e brincadeiras. A Cufa recepcionou as mães cadastradas na porta do Ginásio Comunitário do Bairro Cinco de Maio, e uma a uma entravam para realizar um roteiro.

A primeira parada era para receber uma das 400 cestas básicas enviadas pela mineradora Vale. “É uma grande ajuda, principalmente por causa da cesta básica”, confirmou a recicladora Carine Castro Ramão, 21 anos.

Ela ainda conseguiu uma linda boneca de cabelos rosas para sua filha, Estela Castro Sheron, de um aninho. Na pandemia, o trabalho de coletar materiais recicláveis reduziu, e Carine ainda se viu as voltas com a filha doente e o AVC da mãe, de 52 anos, com quem divide a casa.

Cabeleireiro Robson se voluntariou, e quem saiu ganhando foi o Davi, de 8 anos

Foram entregues ainda cobertores, kit de higiene, doces e cachorro-quente. Todo o evento foi realizado por voluntários da Cufa e dos órgãos de segurança. O cabeleireiro Robson Porto Paz, usou seu feriado para fazer penteados “estilosos” na criançada. “Eu procurei a Cufa e dei a ideia”, revelou o autônomo, que há um ano atende a domicílio.

 

 

 

 

Deixe seu comentário