O governador e a secretária Arita receberam representantes das empresas Braskem, Fitesa e Grendene - Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

O governo do Rio Grande do Sul recebeu essa semana a maior doação de equipamentos de proteção individual (EPIs) para enfrentamento à pandemia da Covid-19. Através de uma mobilização de três grandes empresas, foi realizada a entrega simbólica das 500 mil máscaras ao governador Eduardo Leite por representantes da Braskem, Fitesa e Grendene. Segundo o governo Estadual, as máscaras serão distribuídas pela Secretaria da Saúde para profissionais de hospitais e postos de saúde de todo o Estado que atuam no combate e prevenção à doença.

De acordo com as empresas doadoras, foi a urgência de ações concretas para o enfrentamento e combate à pandemia da Covid-19 que, novamente, avança pelo país, que uniu as companhias em um projeto único. Juntas, elas irão produzir 5 milhões de máscaras, para a proteção de profissionais que atuam na linha de frente do combate à doença em todo o Brasil.

Cada uma das empresas disponibilizou um recurso próprio. O polipropileno, matéria-prima para a produção do não tecido, foi doado pela Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, como parte de suas iniciativas empreendidas para o combate à Covid-19. A Fitesa, líder global na indústria de não tecidos, doou 10 toneladas de não tecido específico para fabricação das máscaras. Já a Grendene, maior calçadista brasileira, entrou com a confecção das máscaras em sua fábrica em Sobral (CE) e a logística para o transporte até o Rio Grande do Sul.

Deixe seu comentário