Hospital Montenegro está com a sua UTI superlotada Foto: Arquivo Ibiá

Estratégias estão sendo montadas para evitar propagação do novo coronavírus

O aumento dos casos graves de Covid-19 na região tem causado esgotamento de leitos nas Unidades de Terapia Intensiva e enfermarias em Montenegro. Em apenas uma semana foram 148 novos confirmados com Covid-19 e sete mortes, somente no Município. Com 9 leitos de UTI Covid disponíveis, o Hospital Unimed Vale do Caí já está com 5 ocupados. Já nos leitos Covid-19 fora de UTI Adulto a taxa de ocupação é de 60%, com 9 de 15 ocupados.

Porém, a preocupação maior é com o estado da UTI do Hospital Montenegro 100% SUS. Todos os 16 leitos UTI Covid disponibilizados pela instituição estão ocupados, sendo que todos são com casos gravíssimos da doença, necessitando de entubação. “Na nossa emergência estão entrando muitas pessoas com suspeitas. Nós estamos muito preocupados”, declara o diretor executivo da instituição, Carlos Batista da Silveira.

O perfil dos casos que estão sendo notificados alterou. Anteriormente grande parte dos confirmados com Covid-19 eram idosos, porém, de acordo com Batista o vírus está atacando muitos jovens, na faixa dos 40 anos, e obesos também.

Devido à situação, a Administração do HM teve de tomar algumas medidas par poder atender todos os pacientes graves da região. Por tempo indeterminado está suspensa a entrada de visitantes na casa de saúde. A pacientes internados que necessitam de acompanhantes será permitido apenas acompanhantes que tenham idade entre 18 e 59 anos. Segundo a Instituição, os acompanhantes poderão trocar de turno nos seguintes horários: 7h às 9h, das 14h às 15h e das 19h às 21h. Foi restringido também o atendimento de pacientes considerados não urgentes. Segundo o HM, pacientes classificados como azul e verde serão encaminhados a serviços de saúde do seu município de origem.

Além disso, por ordem do governo do Estado as cirurgias eletivas estão suspensas desde terça-feira, 23, até o dia 31 de março. “Agora o foco vai ser tratar essa segunda onda que esta vindo com força”, explica Batista.

Municípios se unem para propor estratégias
Levando em conta a grave situação dos municípios no combate à Covid-19, representantes de administrações e entidades de saúde de diferentes cidades da região realizaram encontro, na manhã dessa segunda-feira, 22, para organizar ações emergenciais. A reunião ocorreu em Montenegro, na Sala Braskem da Estação da Cultura, e contou com a presença de prefeitos e integrantes do poder público de Montenegro, Brochier, São José do Sul, Harmonia, Salvador do Sul, São Pedro da Serra, São Sebastião do Caí e Maratá, e de entidades como os hospitais Unimed, Montenegro, Salvador do Sul e do Caí.
Um dos pontos encaminhados no encontro foi a ação que visa amenizar a falta de profissionais nos hospitais.

Os municípios buscarão, em conjunto, auxílio para sanar esse problema, que poderá ser via Consórcio Cis-Caí. Também ficou decidida a realização de reuniões diárias e virtuais com as entidades para a atualização da situação de cada uma. Ainda está se buscando, junto ao Hospital e ao poder público de São Sebastião do Caí, a reabertura de cinco leitos de UTI que foram fechados quando a pandemia amenizou, no ano passado.

Outra proposição apresentada na reunião é o reforço, por parte dos municípios e órgãos competentes, na fiscalização de circulação de pessoas. Em Montenegro, por exemplo, já há uma operação especial para evitar as aglomerações durante a noite. Além disso, as administrações também farão um monitoramento mais intenso dos casos positivos apresentados dentro de cada comunidade. “É preciso que a comunidade faça a sua parte, tomando todos os cuidados e evitando de sair se não for necessário. Esperamos não presenciar na região as cenas preocupantes vistas em outros estados”, salienta a secretária de Saúde de Montenegro, Cristina Reinheimer. Além disso, desde a última sexta-feira, 19, começou a ser feita a sanitização das ruas da cidade com o uso de um caminhão hidrojato. De acordo com o prefeito, Gustavo Zanatta, a ação deve voltar a ocorrer com frequência.

Ainda na tarde de sexta-feria, o Hospital Unimed Vale do Caí ofereceu camas para empréstimo ao Hospital Montenegro e à Secretaria Municipal da Saúde em caso de necessidade. Já a Secretaria irá ceder médicos e profissionais de enfermagem ao HM.

Deixe seu comentário