Municípios receberam imunizantes produzidos pelo Instituto Butantan e também pela Fiocruz. FOTO: Arquivo/Jornal Ibiá

Estão sendo aplicadas tanto a primeira dose quanta as doses de reforço

A remessa de vacinas contra a Covid-19 que chegaram ao Rio Grande do Sul na última sexta-feira, dia 16, foram distribuídas aos Municípios gaúchos ao longo daquele dia e do final de semana. Foram enviadas pelo ministério da Saúde um total de 441.550 doses. Dessas, 173.800 eram da Coronavac, do Instituto Butantan, e 267.750 da AstraZeneca, da Fiocruz.

Para Brochier foram direcionadas 145 doses da vacina da Fiocruz: 130 para primeira aplicação e 15 para a segunda. O Município também recebeu 100 doses da CoronaVac para vacinar aqueles que já receberam a primeira. Na Capital do Carvão Vegetal já são imunizados idosos a partir do 60 anos. “Segundo orientações do Estado, devemos fazer uma busca de idosos que talvez não tenham sido vacinados, portanto não sabemos se essas doses serão suficientes para encerrar a vacinação do grupo”, destaca a secretária municipal de Saúde e Assistência Social, Mônica Aline Kerber Neis. Ela salienta, ainda, a aplicação da segunda dose está ocorrendo sem percalços.

Pareci Novo recebeu 90 doses da vacina da AstraZenca destinadas ao grupo de idosos até 62 anos. Pessoas dessa faixa etária que ainda não foram vacinadas devem agendar o recebimento da dose pelos telefones 3633-9112 ou 3633-9048. O Município também recebeu 65 doses referentes à segunda aplicação: 60 da CoronaVac e cinco da AstraZeneca. “Estamos tendo um excelente procura para vacinação”, garante o secretário de Saúde e Assistência de Pareci Novo, Rafael Soares de Souza.

Em Maratá, das 60 doses da vacina produzida no Brasil pela Fiocruz 40 serão destinadas para a primeira aplicação e 20 para a segunda. Com as novas doses, a expectativa é concluir a vacinação do grupo de idosos e iniciar a vacinar pessoas com doenças crônicas, conforme prevê o Plano Nacional de Imunização (PNI). Além disso, o Município também recebeu 70 doses da CoronaVac referente ao reforço da imunização para aqueles que tiveram a primera dose aplicada há 28 dias ou mais.

Para São José do Sul foram destinadas 50 doses da AstraZeneca para a primeira aplicação, 10 do mesmo imunizante para a segunda aplicação e outras 40 da CoronaVac para segunda aplicação. No Município, a secretaria municipal de Saúde, Saneamento e Assistência Social deixou de agendar a aplicação das doses. Isso ocorre porque havia dificuldade no contato com os pacientes e, também, alto número de faltas aos agendamentos. Agora, quando há disponibilidade de doses os grupos alvos estão sendo avisados por redes sociais com o horário no qual serão aplicadas as doses.

Deixe seu comentário