foto: IStock

Confira mensagens de líderes religiosos da cidade e celebre a época

A Páscoa, data cheia de simbologia e importância, principalmente para quem crê em Jesus Cristo, chegou. O Domingo de Páscoa é a principal data do calendário cristão. Celebra o milagre da Ressurreição de Cristo, após sua Paixão e morte, relembrada da Sexta-feira Santa. Em um momento tão difícil, em que falar sobre esperança é cada vez mais necessário, o Ibiá solicitou a líderes religiosos de diversas vertentes uma mensagem sobre o significado da Páscoa e, claro, uma palavra de acalento para baseada nos ensinamentos de Cristo. Confira:

Pastor Antônio Padilha – Assembléia de Deus:
Para nós, os cristãos, a Páscoa tem um significado muito especial. Nós, olhando para o contexto bíblico, vamos entender que a Páscoa foi celebrada por Israel logo após a saída do Egito em direção a Canaã. Desde então, os judeus comemoram uma das festas mais tradicionais de seu povo, a Festa da Páscoa. Para nós, os cristãos de hoje, ela nos reporta o sacrifício de Cristo naquela sexta-feira onde ele entregou a vida por todos nós.

Mas, a vitória verdadeira da Páscoa se dá no domingo de manhã quando os discípulos e Maria Madalena vão ao sepulcro e vêem a pedra removida e o Cristo não estava mais lá. Ele ressuscitou. Então, a Páscoa para todos nós, cristãos, é símbolo de vitória, de perdão, de salvação. E neste tempo de pandemia, de tantas dificuldades que o mundo atravessa, a minha mensagem a todos vocês é esperança, fé e coragem, pois o Cristo ressuscitou e a Bíblia diz que ele está a direita de Deus intercedendo por todos nós. Com certeza tudo isto vai passar. E o Cristo ressurreto dará vitória para nós.
Assim nós cremos e assim nós professamos. Deus abençoe a todos em nome de Jesus.

Pastor Márcio Simões da Costa – Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Montenegro
Vou falar um pouquinho agora sobre a Semana Santa e a Páscoa. Nós passamos a Sexta-feira Santa e celebramos a morte e sofrimento de Jesus por nós. Já no Domingo de Páscoa, a ressurreição do Senhor. Nós somos confrontados na semana com duas imagens totalmente opostas: a morte, a frieza e também a vida e a esperança. Confrontados com a escuridão, mas também a luz.

Neste tempo de pandemia podemos nos perguntar se há motivo para festejar e celebrar a Páscoa, onde tantas pessoas estão internadas, com os leitos dos hospitais cheios, sem vagas nas UTI’s, com profissionais de saúde esgotados, com tanta gente perdendo a sua vida de um ano pra cá? Há, realmente, motivo para celebrar com alegria a Páscoa? Eu diria que esse sentimento que talvez você esteja trazendo contigo a partir dessa pergunta era também sentimento que permeava Maria, mãe de Jesus, os discípulos e amigos mais próximos após a crucificação do Senhor. Eles estavam trancados, com medo, inseguros e todos os seus sonhos e planos tinham ido por água á baixo com a morte de Jesus.

Mas, no domingo de manhã, vem a grande notícia: Jesus não permaneceu morto. Jesus voltou a viver. A partir da ressurreição do Senhor, na nossa fé que crê, nós podemos sim celebrar a Páscoa, porque sabemos que a partir da ressurreição do Senhor, nós também somos e seremos ressuscitados para uma nova vida, uma vida eterna. Mesmo das dores diante deste mundo, nós temos esperança de que a nossa vida não se limita a este mundo.

Por isso que você, com a sua família, mesmo diante dos sinais de morte, mesmo diante da escuridão deve celebrar a tua Páscoa com alegria porque ela é esperança. Assim como a luz brilhou sobre a escuridão, nós cremos e temos certeza que a luz de Jesus Cristo também brilhará por este momento tão escuro que estamos vivendo com esta pandemia. Páscoa é ressurreição, Jesus ressuscitou. Aleluia!

Reverendo e Pároco Ives Vergara Nunes – Igreja Episcopal Anglicana do Brasil/Paróquia do Espírito Santo
Paz e bem! A Páscoa chegou mais uma vez. No entanto, depois de tantos séculos, parece que esta celebração e esta palavra ficaram tão vazias em nossa sociedade. Originalmente, Páscoa foi o processo de libertação do povo de Israel, que era escravo no Egito, para a terra prometida. Esta passagem de libertação chamou-se Páscoa. Depois foi empregada a Jesus quando da morte, na cruz, ressuscitou. Mas, a passagem não está ligada única e exclusivamente à morte física. Passagem, Páscoa, é aquela transformação de vida, conversão, mudança para uma vida nova. Isto é o que nós somos convidados neste tempo.

Por isso, independente da religião, é tempo de Páscoa. Do uso de drogas, do álcool, para um tempo sóbrio. Tempo de passar de posturas preconceituosas, machistas e homofóbicas para um tempo de respeito à dignidade humana. Tempo de passar do egoísmo e do egocentrismo para uma vida solidária, empática. Para uma vida que busca justiça e paz para todos.

A Páscoa é um chamado para toda a criação. Em especial para nós, povo brasileiro, neste tempo em que o egoísmo nos colocou nesta situação, que a indiferença com a vida alheia nos faz chegar a centenas de milhares de mortes. É tempo de passagem. Tempo de mudança, de transformação em nossas vidas. Para que verdadeiramente Deus habitando em nós possa fazer dela uma vida nova. Por isso, que Deus abençoe todos nós, que ao compreender o chamado da Páscoa, possamos nós viver esta vida nova. E por isso, eu invoco sobre vós a benção de Deus. Amém.

Bispo Dom Carlos Romulo – Diocese de Montenegro
Vivendo este tempo de pandemia, de dores e preocupações, nós queremos olhar para o cristo que sofreu a sua paixão, morte e ressurreição para nos mostrar o caminho da vida. Queremos buscar a esperança Naquele que assumiu a nossa dor. Ele se esvaziou da sua glória, se fez homem, se fez servo, abraçou a nossa cruz, a nossa dor.

Ele assumiu o nosso sofrimento. Por isso como encontramos na Carta de Paulo aos Felipenses: “Por isso Deus os exaltou acima de tudo, ele deu o nome que está acima de todo nome, para que o nome de Jesus todo joelho se dobre, no céu, na terra e abaixo da terra. E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor para a glória de Deus Pai”. Que a Páscoa do Senhor coloque o nosso olhar em Jesus, o ressuscitado, e nele nós possamos renovar nossa vida pessoal, familiar, profissional. A vida de todo nosso povo. Que Deus vos abençoe.

Deixe seu comentário