Queridos irmãos e irmãs, iniciamos a Quaresma, um tempo de Conversão, de jejum, oração e caridade que nos prepara para a grande solenidade da Páscoa do Senhor. É um tempo fortemente penitencial, que nos abre à experiência da misericórdia de Deus, de modo muito especial pelo sacramento da reconciliação. As palavras de Jesus no Evangelho deste Domingo (Mc 1, 12-15) ressoam em nosso coração: “Convertei-vos e crede no Evangelho!”. É um apelo para transformar nossa vida pela fé. A fé não é algo “descolado” da vida concreta, mas deve ser a grande força motora de nossa existência. Por meio das práticas quaresmais crescemos na superação dos vícios e no fortalecimento das virtudes mediante a graça de Deus que age quando nos abrimos à fé.
A fé ilumina nossa realidade pessoal, mas também social. Por isso, no Brasil, concomitantemente à Quaresma, vivenciamos a Campanha da Fraternidade. Este ano o tema da campanha é “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” de Ef 2, 14ª. Esta campanha, que este ano é ecumênica, nos convida a refletir sobre nosso compromisso de amor pela fraternidade e diálogo. Em uma sociedade marcada pela divisão, intolerância e incompreensões, a campanha da Fraternidade vem ao encontro desta urgente reflexão. Esta reflexão deve gerar em nós o compromisso da unidade entre os cristãos e profunda conversão de vida pela fé que brota do Evangelho. A unidade é um profundo desejo de Nosso Senhor (Cf. Jo 17, 21).
Sobre isto o Papa Francisco, na Quarta-Feira de Cinzas (dia 17), escreve para a Igreja no Brasil: “os fiéis são convidados a ‘sentar-se a escutar o outro’ e, assim, superar os obstáculos de um mundo que é muitas vezes ‘um mundo surdo’. De fato, quando nos dispomos ao diálogo, estabelecemos ‘um paradigma de atitude receptiva, de quem supera o narcisismo e acolhe o outro’. E, na base desta renovada cultura do diálogo está Jesus que, como ensina o lema da Campanha deste ano, ‘é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade’ (Ef 2,14). Por outro lado, ao promover o diálogo como compromisso de amor, a Campanha da Fraternidade lembra que são os cristãos os primeiros a ter que dar exemplo, começando pela prática do diálogo ecumênico. Certos de que ‘devemos sempre lembrar-nos de que somos peregrinos, e peregrinamos juntos’ […].”
Tenham todos uma frutuosa Quaresma!
Pe. João Vítor Freitas dos Santos

PROGRAMAÇÃO
19.02.2021–Sexta-feira
18h30min – Via-Sacra e Missa na Catedral*
20.02.2021 – Sábado
15h30min – Missa na Comunidade Nª Sra. do Rosário
17h – Missa na Catedral*
17h30min – Missa na Comunidade Nª Sra. dos Navegantes
19h – Missa na Comunidade Santo Antônio
19h – Missa na Comunidade Imaculado Coração de Maria
21.02.2021 – Domingo
7h- Missa na Catedral
8h30min – Missa na Comunidade Bom Pastor
9h- Missa na Catedral **
10h – Missa na Comunidade Nª Sra. das Graças
18h- Missa na Catedral
22.02.2021–Segunda-feira
20h – Terço na Comunidade Nª Sra. das Graças**
23.02.2021– Terça-feira
18h30min – Missa na Catedral com benção da saúde*
24.02.2021– Quarta-feira
18h30min – Missa na Catedral *
25.02.2021– Quinta-feira
18h30min – Missa na Catedral*
*com transmissão AO VIVO via Facebook da paróquia;
** transmissão pela rádio América Am 1270 e YouTube – Catedral São João Batista – Montenegro/RS).

LEMBRETES:
As missas são presenciais com capacidade reduzida (30% da capacidade de lotação da Igreja). Manter o distanciamento na igreja; Estar durante a missa com Máscara; Higienizar as mãos na entrada com álcool gel.

Deixe seu comentário