No dia 1º de novembro de 1950, o Papa Pio XII proclamou solenemente o dogma da Assunção de Nossa Senhora, com estas palavras: “a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminando o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celeste. E para que mais plenamente estivesse conforme a seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte, foi exaltada pelo Senhor como Rainha do universo”. Proclamar o dogma significa que o Papa, como sucessor de Pedro, não criou nada de novo, apenas afirmou solenemente a fé da Igreja professada desde os tempos dos apóstolos.

Já estava presente na Igreja a fé na Assunção de Nossa Senhora, tanto que antes da proclamação, Pio XII consultou os bispos do mundo todo acerca da fé e da necessidade desta proclamação, e a resposta dos bispos ao Papa foi positiva: em todas as dioceses do mundo se crê na Assunção de Maria. Este dia 1º de novembro de 1950 foi de grande festa para os católicos. Foi a última vez na história da Igreja que um Papa fez uma proclamação solene de algum dogma. A festa da Assunção desde então é celebrada no dia 15 de agosto, mas, no Brasil, quando o dia 15 não cai em Domingo, é transferida para o terceiro Domingo de Agosto.

O Dogma da Assunção, como também os outros dogmas marianos, não quer apenas professar uma verdade sobre Maria, mas apontar algo para o mistério de Cristo. Maria foi assunta, que significa elevada, porque teve uma participação singular na ressurreição de seu Filho, esteve muito unida a Ele em toda sua vida, e esteve também com Ele na hora de sua morte/dormição (existe uma discussão sobre a morte ou não de Maria, que podemos expor em outro momento). Também a Assunção de Maria nos aponta para o nosso destino escatológico: o que aconteceu com Maria, acontecerá conosco também. Maria é o protótipo do projeto de Deus para cada um de nós. Ao ver as maravilhas que Deus realizou nela, podemos esperar na fé o que Deus prepara para nós, seus filhos.

Recordamos neste Domingo a vocação dos consagrados e consagradas na Igreja, a vida religiosa. Nossa paróquia tem a alegria de contar com a presença das Irmãs Ministras dos Enfermos de São Camilo, que desempenham um belíssimo trabalho de cuidado e valorização da vida de nossos idosos. Rezemos neste Domingo por sua perseverança e fidelidade à missão!
Pe. João Vítor Freitas dos Santos

PROGRAMAÇÃO
13.08.2021 – Sexta-feira
18h30 – Missa na Catedral *
19h – Terço na Com. Nª Sra. do Perpetuo Socorro
14.08.2021 – Sábado
15h30 – Missa na Com. Nª Sra. do Rosário
17h – Missa na Catedral*
17h30 – Missa na Com. Nª Sra. dos Navegantes
19h – Missa na Com. Santo Antônio com Profissão de Fé
19h – Missa na Com. Imaculado Coração de Maria
15.08.2021 – Domingo
07h- Missa na Catedral
08h30 – Missa na Com. Bom Pastor
09h – Missa na Catedral com Profissão de Fé**
10h – Missa na Com. Nª Sra. das Graças com profissão de Fé
18h – Missa na Catedral com Profissão de Fé
16.08.2021 – Segunda-feira
20h – Terço Interativo na Com. Nª Sra. das Graças **
17.08.2021 – Terça-feira
18h30 –Missa na Catedral com benção da saúde*
18.08.2021 – Quarta-feira
18h30 –Missa na Catedral *
20h – Grupo de Oração na Catedral*
19.08.2021 – Quinta-feira
18h30 –Missa na Catedral*
18h30 – Terço na Com. Nª Sra. do Rosário

* com transmissão ao vivo via Facebook da paróquia;
** transmissão pela rádio América Am 1270 e YouTube – Catedral São João Batista – Montenegro/RS.
LEMBRETES:
As missas são presenciais com capacidade reduzida (60% da capacidade da Igreja).
Manter o distanciamento na igreja;
Estar durante a missa com máscara;
Higienizar as mãos na entrada com álcool gel.

Deixe seu comentário