SER CRISTÃO É SER SAL E LUZ
Com as imagens do sal e da luz, a liturgia deste final de semana define a missão dos discípulos e discípulas de Jesus no mundo: dar sabor e iluminar. Essas imagens estão mais evidentes no evangelho, sendo utilizados explicitamente por Jesus, mas encontramos as devidas referências nas outras duas leituras, sobretudo na primeira, que também emprega a imagem da luz.
O sal tempera e, desaparecendo, dá gosto aos alimentos. Assim os cristãos, buscando a justiça, agindo com misericórdia, promovendo a paz, transformando as relações e, mesmo perseguidos e com a dor das injustiças, mantendo-se firmes no segmento de Jesus, fazem a diferença no mundo.
Mas, afinal, o quanto nós, cristãos estamos fazendo a diferença? Como estamos encontrando sentido para o sofrimento, vivendo alegria Cristã de nos doar pela mesma causa de Jesus e testemunhando ao mundo que isso dá sentido à nossa vida? Ao final das contas, como estamos deixando este mundo melhor para viver?
Os cristãos são luz não porque buscam aparecer, mas porque, com a prática das bem-aventuranças, iluminam as realidades escuras, ajudando as pessoas a orientar os próprios passos. Luz que brilha, portanto, é a doação concreta de cada dia, as boas obras que clareiam caminhos e mentes e levam as pessoas a glorificar a Deus, a luz infinita. E eu, já estou dando sabor ao mundo e iluminando o caminho de quem?

Pe. Luciano Royer

Missas final de semana
8 –18h – Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Assentamento
19h Comunidade Matriz São Pedro e São Paulo
9 – 8h30min Comunidade Matriz São Pedro e São Paulo
10h – Comunidade Santo Antônio – Aeroclube
19h Comunidade Matriz São Pedro e São Paulo

Deixe seu comentário