Quando falamos “eu tenho fé”, ou demonstrar o que é ter fé, inúmeras vezes transformamos essa realidade no simples fato de afirmar que Deus existe. Não podemos negar que é um pressuposto fundamental da fé afirmar a existência de Deus, contudo, não basta uma afirmação verbal, senão uma vida prática e vivencial, demonstrada através de frutos coerentes com o desejo do Criador, ou condizentes com o Evangelho.
Quaresma é tempo de voltarmos ao essencial. Neste domingo próximo ouviremos de Jesus o apelo sincero à conversão, característica própria deste tempo quaresmal. O que significa converter-se? É fazer uma mudança radical na nossa vida, iniciando pela mentalidade e chegando à história concreta de cada pessoa, na qual ela mostrará sua adesão à proposta de vida de Jesus Cristo.
A condição primeira que nos leva a nos converter ou aquilo que seja necessário converter é a mudança de imagem que temos de Deus. A quaresma nos ajuda a transformarmos essa compreensão, quando olhamos para Deus não como aquele que castiga, como nos relatará o evangelho em tragédias ocorridas. Muitos racionalizam as tragédias a partir de um suposto castigo de Deus. Todavia, esta percepção contradiz o Deus revelado em e por Jesus, o qual sempre revelou um Deus Pai, cheio de amor e de misericórdia, convidando-nos a imitá-lo em nossas atitudes: “Sede misericordiosos como vosso Pai do céu é misericordioso”. (Lc 6,36)
Num segundo momento veremos o convite de Jesus, pela parábola da figueira estéril, a produzirmos frutos, saindo da esterilidade e da ineficácia de nossa fé. A comparação que Jesus usa mostra-nos que não basta estarmos no meio do povo, estar inseridos como batizados na assembléia dos fieis, mas é preciso ter uma vida coerente, eficaz, pautada em frutos de amor, justiça e paz, os quais revelam a nossa adesão e a fé autêntica em Deus.
Portanto, neste domingo somos provocados a uma conversão sincera. A partir de um novo olhar sobre Deus, possamos transformar a vida de fé estéril, em vivência existencial frutífera, construída não sobre preceitos e leis, mas sobre gestos de amor e de caridade, sinais visíveis da graça de Deus em nós.
Pe. Ricardo Nienov – Pároco

PROGRAMAÇÃO
21/03 – 19h – missa na associação do bairro Municipal
22/03 – 18h – via-sacra na comunidade São Pedro e São Paulo
23/03 – 17h – missa na comunidade São Pedro – Potreiro Grande
18h – missa na comunidade N. Sra. Aparecida – Assentamento
19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
20h – casamento de Fernanda Decusati e Tiago Willian Lima Leandro, na igreja Sagrado Coração de Jesus – Tanac
24/03 – 8h – início do encontro dos crismandos 2ª etapa
8h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
10h – missa na comunidade Santo Antônio – Aeroclube
10h – missa na comunidade Menino Jesus de Praga – Trilhos
19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
25/03 – 19h30 – missa na comunidade Santa Rita c/ visita pastoral de D. Carlos
26/03 – 19h30 – missa no bairro Estação c/ visita pastoral de D. Carlos
20h – encontro do Cursilho no salão paroquial
27/03 – 19h – missa na comunidade N. Sra. Aparecida – Assentamento c/ D. Carlos
19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
20h30 – reunião dos catequistas de 1ª eucaristia
VISITA PASTORAL – a partir do próximo domingo, dia 24, na missa das 19h30, estaremos com a presença de D. Carlos. Ele estará conosco até o dia 07 de abril, visitando grupos, pastorais, movimentos, comunidade e famílias.Estejamos em oração.
PRÉ-INSCRIÇÃO DA CATEQUESE DE EUCARISTIA – estão abertas as inscrições para a catequese de 1ª eucaristia. Para crianças nascidas em 2009 ou antes. Sempre aos sábados pela manhã das 8h até as 11h30 durante os meses de março e abril.

Deixe seu comentário