Chegamos ao final do ano litúrgico e a Igreja, em sua estrutura litúrgica, nos presenteia com a solene celebração de Cristo Rei, a qual denominamos de “Jesus Cristo, Rei do Universo”. Nota-se que não é apenas rei dos homens, mas de todo universo criado, pois toda a criação aponta para Aquele por quem todas as coisas foram feitas.
Esta solenidade foi instituída em 1925, portanto, bastante recente, num período em que a modernidade sempre mais atuante na mente e nas ideologias sociais, foi transformando a história humana totalmente laica, colocando o laicismo como referência todos os valores regentes na sociedade. A Igreja, salvaguardando a ordem das coisas, não permitindo que a criatura ocupasse o lugar do Criador, reforçou a compreensão que o Rei de todo Universo é Jesus Cristo, o Filho amado do Pai que morreu e ressuscitou para nos salvar.
Contudo, ao falarmos do reinado de Cristo, é preciso ter muito cuidado para não transformá-lo num rei semelhante aos que o mundo conhece. O Evangelho do domingo nos mostrará Jesus afirmando diante de Pilatos que o Seu Reino não é deste mundo. Logo, não se assemelha nem na imagem e nem na estrutura, pois o do mundo é marcado pelo poder, a imposição e, sobretudo, o rei é servido com todas as regalias pelos seus súditos.
Ao contrário deste, o Reino de Jesus Cristo é o do serviço, do amor e da entrega. Seu trono nada mais é do que a cruz, onde se revela o grande poder de Deus, isto é, o poder do amor. Deus é Todo-Poderoso na capacidade de amar até o fim, mesmo aqueles que o negam e o rejeitam.
Assim sendo, os que desejam fazer parte desse reino devem ser capazes de assumir a identidade de Jesus, seu jeito e sua forma de agir, não compactuando com as formas mundanas de conduzir a vida e a história. O cristão por excelência é aquele que ama e serve ao próximo, pois foi do alto da cruz que recebemos o grande sinal e prova de amor: entrega total de Jesus à humanidade.
Assim sendo, neste último domingo do ano litúrgico, queremos renovar nossa adesão a Jesus Cristo, nosso único Rei. Tudo aponta para Ele e é preciso recolocar a ordem das cosias, não permitindo que a realidade humana ocupe o lugar que é apenas de Deus, Senhor de todas as coisas.
Pe. Ricardo Nienov – Pároco
PROGRAMAÇÃO:
22/11 – 14h – encontro do Cáritas no salão paroquial
19h – celebração na associação do bairro Municipal
23/11 – 20h – terço dos homens na igreja São Pedro e São Paulo
20h – início do reencontro do Cenáculo de Maria
24/11 – 8h – encontro estadual de jovens “Bote Fé” em Parobé
8h – ensaio de cantos com o professor Adriano – aberto à comunidade
15h – chá na comunidade N. Sra. da Glória – Germano Henke
17h – missa na comunidade São Pedro – Potreiro Grande
18h – missa na comunidade N. Sra. Aparecida – Assentamento
19h – casamento na igreja da Tanac de João Paulo de O. Vargas e Dinara Stein
19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva c/ batizados
21h – casamento na igreja da Tanac de Anderson Scalginsky e Bruna da Silva
25/11 – 8h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
10h – missa na comunidade Santo Antônio – Aeroclube c/ batizado
10h – missa na comunidade Menino Jesus de Praga – Trilhos
19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
20h30 – reunião dos festeiros 2019
26/11 – 18h30 – preparação da liturgia do fim de semana
27/11 – 19h – missa na comunidade Sagrado Coração de Jesus – Tanac
19h30 – ULTREYA do MCC na igreja São Pedro e São Paulo
28/11 – 19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
ATENÇÃO: está disponível na secretaria da paróquia o material de advento para os encontros de família. É de suma importância uma boa preparação para celebrarmos com dignidade o Natal do Senhor. Valor do material R$ 5,00.

Deixe seu comentário