Todas as promessas de Deus encontram seu “sim em Jesus Cristo” (cf. 2 Cor, 20), pois ele se encarnou na história humana, assumindo nossa condição humana, nascendo pobre no meio dos pobres. Somos neste dia convidados a nos alegrar, como Maria, porque o Senhor está conosco, revelando-nos em Jesus Cristo todos os segredos do seu projeto de amor.
Estamos chegando às portas do Natal. Mais uma vez o Senhor nos provoca, pois sua manifestação não se dá em palácios ou templos, e sim nas pessoas, que como Maria, dizem: Eu sou a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. Ao celebrar a Eucaristia, reforçamos nossa fé naquele Deus único sábio, para o qual nada é impossível, e ao qual queremos servir para sempre.
A resposta de Maria diante da proposta divina é marcada por brevidade e modéstia. Mesmo não compreendendo o alcance da proposta, ela se dispõe a colaborar. Por meio da disponibilidade de Maria, se consolida a determinação divina de fazer morada no íntimo do ser humano. Se no passado esteve presente no seio do povo o desejo e a determinação de construir uma casa para o Senhor, agora esse mesmo povo é chamado a compreender que Ele – o Senhor – quer como morada o coração humano.
Em Maria se concretiza a esperança de Israel e de todos quantos lutam pela construção da verdade e da paz. Ela é “cheia de graça”! O que nela se realiza é obra da graça. O relato da anunciação está ordenado para uma meta bem precisa: a salvação da humanidade. Nele a figura de Maria de Nazaré alcança uma dignidade ímpar, devido a sua atitude: silêncio, espera, escuta da palavra de Deus e disposição para aguardar.
Maria se apresenta como “serva”, pois está totalmente disponível a obedecer, deixar a palavra agir nela até ao ponto de doar toda a sua vida. No “eis aqui “ de Maria, a “Serva do Senhor”, está também o “eis” de Deus, que quer que todos se salvem. Finalmente a disponibilidade divina encontrou resposta, o seu coração encontrou um “sim” da “serva do Senhor” acolhe o eterno “sim” de Deus em favor do ser humano.
Neste último domingo antes do Natal do Senhor, somos convidados a dirigir o nosso olhar para a família de Nazaré, e aprender com Maria e José, o segredo do silêncio, da expectativa e da escuta da palavra de Deus, qual o itinerário para celebrar as alegrias do Natal.
Pe. Luciano Royer

Horário das Missas na Matriz: Sábado 19h | Domingo 8h30min e 19h | Quarta-Feira 19h
Missas Sexta-feira 18/12/2020
19h – Comunidade Menino Jesus de Praga (Trilhos)
Missas Sábado 19/12/2020
16h – Comunidade São Pedro (Potreiro Grande)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Missas Domingo 20/12/2020
8h30min – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
10h – Comunidade Nossa Senhora da Glória (Germano Henke)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Quarta-feira 23/12/2020 – Não haverá missa na Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
HORÁRIOS ESPECIAIS DE MISSAS DE NATAL:
24/12/2020 – 16h30min Comunidade Nossa Senhora Aparecida (Assentamento)
24/12/2020 – 18h – Comunidade Nossa Senhora da Glória (Germano Henke)
24/12/2020 – 20h – Comunidade Santo Antônio (Aeroclube)
24/12/2020 – 20h Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
25/12/2020 – 8h30 Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)

Deixe seu comentário