“Ano novo, vida nova”, é como costumamos dizer. Cabe a pergunta: Como será minha/nossa vida ao longo deste ano? Hoje é dia de festa e de transmitir votos de paz e de esperança. Como fazer com que isso não seja um simples e tímido desejo? Pois o resto do ano são guerras, ódio, violência, exploração e morte. Há um bilhão e quinhentos milhões de pobres no mundo. Hoje é o Dia Mundial da Paz. Em nosso país, são muitas expectativas no campo social, político econômico, da saúde (fim da pandemia do corona vírus – Covid-19), etc. Deus quer que nosso país seja repleto de sua bênção, nação plenamente fraterna e justa, pois esse é o projeto de Deus. Maria, cuja solenidade hoje celebramos, nos ensina a discernir a presença de Deus em nossa história. De fato, Ele sempre se mostrou solidário com os anseios do povo, coroando de êxito suas lutas. Mas é em Jesus que essa solidariedade tomou forma definitiva. E é por meio Dele, nascido de Maria, que podemos ter a certeza de que o futuro será melhor. Contudo, não bastam votos e boas intenções. A proposta de Jesus é exigente e envolve todas as pessoas de boa vontade. Quem se compromete com Ele se torna promotor da paz e construtor de uma nova sociedade.
Iniciamos o novo ano civil celebrando a solenidade da Mãe de Deus. Nossa Senhor nos ensina a ser Igreja: ele é modelo de fé a ser imitado, meditando a Palavra e exercitando a solidariedade. A mãe do Redentor está presente em todos os momentos da vida cristã. Assim como os pastores nos arredores de Belém foram surpreendidos pela visita dos anjos anunciando o nascimento do Redentor, também Maria de Nazaré se deixou envolver na graça de Deus. O Seu “Sim” à convocação recebida do Pai fez dela mãe do Divino Redentor. O mistério que envolve Maria “suscita uma maravilha infinita: Deus uniu-se à humanidade para sempre. Deus e o homem sempre juntos: eis a boa notícia do ano”.
A Igreja contempla a figura de Maria, aprende com ela um modo de ser discípula do Filho Amado e a ela se dirige rezando: “À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre em todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita. Amém!”.
Feliz Ano Novo!
Pe Luciano Royer – Pároco

Horário das Missas na Matriz: Sábado 19h | Domingo 8h30 e 19h | Quarta-Feira 19h
Missa 31/12/2020
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Missa 01/01/2021
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Missa 02/01/2021
16h – Comunidade Três Santos Mártires (Passo da Amora)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Missa 03/01/2021
8h30 – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
10h – Comunidade Nossa Senhora da Glória (Germano Henke)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)

Deixe seu comentário