Deus clama e fala cada um dos homens e mulheres para viver novo projeto de vida. Trata-se sem dúvida, de verdadeiro desafio, que exige que a pessoa se desacomode, saia de sua zona de conforto e caminhe sempre com Deus e em direção ao outro. Não vivemos isolados em Ilhas. Somos seres relacionais e, do ponto de vista Cristão, vivemos em comunidades. Tudo leva a considerar o outro como alguém que possibilite o diálogo: falamos e ouvimos a fim de construir verdadeira humanidade.
Na transfiguração relatada no Evangelho de Mateus, a passagem chave é a exortação dirigida aos três discípulos: Pedro, Tiago e João. Uma expressão – exortação que do passado reverbera com força, atravessando tempo e espaço, e nos alcançando com igual intensidade: “Escutai-o”. Na Quaresma se faz necessário abrir os ouvidos para escutar com verdadeira atenção. Não se fazem discípulos os que fecham os ouvidos às palavras de seu mestre. Todo discípulo é primeiramente, de fato e de verdade, um ouvinte. Todavia, é necessário também ouvir os outros. Hoje transformamo-nos em consumidores de ruídos e, negando o sons da fraternidade, esvaziamo-nos de nós mesmos. Escutar Jesus dentro de nossos próprios contextos é o nosso maior desafio. Acolher a palavra de Jesus requer tempo e qualidade de tempo. Caso contrário, corremos o risco de confundir os ruídos do cotidiano com a voz do nosso mestre.
Jesus sobe à montanha para viver uma experiência inusitada. Lá, diante dos olhos estarrecidos dos três discípulos, transfigura-se. Suas vestes são mudadas e passam a se parecer com aquelas dos mártires (cd. Ap 3, 15-18). No entanto, para além da transfiguração, aparecem também Elias e Moisés. A presença deles vem confirmar o caminho de Jesus na direção do conflito final, da sua paixão, morte e ressurreição.
Ó Deus, que nos mandais ouvir o vosso Filho Amado, alimentar e o nosso espírito com vossa palavra, para que, purificado o olhar da Fé, nos alegraremos com a visão de vossa glória.
Pe. Luciano Royer

06/03 – 18h – comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva – 1ª sexta-feira
07/03 – 15h30 – comunidade Três Santos Mártires – Passo da Amora
17h – comunidade N. Sra. Aparecida – Assentamento
19h – comunidade São Pedro e São Paulo
08/03 – 08h30 – comunidade São Pedro e São Paulo
10h – comunidade Santo Antônio – Aeroclube
10h – comunidade São Pedro – Potreiro Grande
19h – comunidade São Pedro e São Paulo
10/03 – 19h – comunidade Tanac
11/03 – 19h30 – comunidade São Pedro e São Paulo

Deixe seu comentário