Celebramos a certeza de que se Deus é por nós ninguém será contra nós. Na celebração da Eucaristia aprendemos a escutar o que o Filho amado do Pai nos tem para dizer (Evangelho) e, confiantes, não em nossas seguranças, mas no Deus fiel às suas promessas, enfrentamos os absurdos da vida, as perplexidades e desafios que o mundo dos excluídos nos apresenta. A fé nos garante que é  possível transfigurar também a vida de quem carece de dignidade humana. Jesus foi solidário conosco, entregando-se por amor. Seguindo seus passos, queremos aprender com ele a criar uma nova sociedade e uma nova história.
A fé consiste em continuar a crer que nada pode separar o ser humano do amor de Deus, e que somos cuidados mesmo quando os acontecimentos da vida parecem demonstrar o contrário, e quando e faz a experiência do sofrimento e da morte. É essa experiência de Abraão. É essa também a experiência de tantos homens e mulheres ao longo da história do Povo de Deus.
A experiência de Abraão, como a de Pedro, João e Tiago conduzidos “para um lugar retirado no alto monte”, ensina-nos o que é possível encontrar Deus ao longo da vida, não como uma experiência fraca, mas como uma experiência de valor único, capaz de iluminar as situações da existência humana.
A voz “saída da nuvem” que se fez ouvir, abre um novo horizonte ao ser humano de todos os tempos. A realidade torna-se transparente. À medida em que se percebe a realidade, colhe-se também o sentido profundo e de apoio de todas as coisas. Na escuta de Jesus, a realidade encontra a própria consistência e valor definitivo, é a história adquire sentido. A raiz e o fruto do desígnio de Deus é um: a raiz é o lenho da Cruz, mas o fruto é aquele que dá vida, e dá vida em plenitude.
Compreende-se assim o que afirma Santo Agostinho: “o homem fiel e aquele que crê no Deus que promete; o Deus fiel é aquele que concede o que prometeu ao homem”. Quaresma é tempo de conversão e esperança. Como vamos transfigurar a vida das pessoas e a nossa vida em Cristo?
Pe. Luciano Royer

Sexta-feira 26/02/2021
18h – Via Sacra
Missas Sábado 27/02/2021
16h30 – Comunidade Nossa Senhora Aparecida (Assentamento)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Missas Domingo 28/02/2021
8h30 – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
10h – Comunidade Santo Antonio (Aeroclube)
10h – Comunidade Menino Jesus de Praga (Trilhos)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Quarta-feira 03/03/2021
19h – Com. São Pedro e São Paulo (Matriz)
Sexta-feira 05/03/2021
18h – Via Sacra

Deixe seu comentário