Quando falamos em Deus nós o denominamos como “Todo-Poderoso”. Num linguajar bem familiar nosso, a partir dessa expressão, entendemos que Deus possa tudo e nada seja impossível para o Senhor. Realmente, Ele o é, mas será que mesmo pode tudo? Ou, será que quer tudo?

Perante a expressão “todo-poderoso” entramos no caminho que pode nos levar à frustração. Neste fim de semana ouviremos no Evangelho os discípulos pedindo: “Senhor, queremos que nos faça aquilo que vamos pedir”. Com ares de petulância ou imposição, os dois apóstolos querem obrigar Deus a fazer as suas vontades. E nós?

Não restam dúvidas de que a humanidade inúmeras vezes exige do Senhor que seus desejos pessoais se cumpram. Sabemos que em muitos casos isto não é possível, não porque Deus não possa, ou não queira, mas Ele não interfere em situações que retratam interesses puramente humanos, distantes do Seu Reino. Por isso, Jesus insiste com os seus que o Seu projeto é diferente, não baseado no poder e na glória mundana, mas no amor feito entrega e serviço aos irmãos.

Portanto, a decepção com Deus surge da imaturidade da fé e da incompreensão do Evangelho. A missão de Jesus é trazer vida pelo serviço, na entrega obediente e fiel por amor. Enquanto não entendermos que ser discípulo é abraçar a cruz do mestre, continuaremos frustrados com o “PODER” divino, que não é imposição, mas é amor total até à morte, revelando a felicidade que está no servir e não no ser servido.

Missa sexta-feira
19h – comunidade Santa Rita
Missas sábado 16/10
-15h30 -comunidade três Santos Mártires (Passo da Amora);
– 19h – Comunidade São Pedro e São Paulo -(Matriz)
Missas domingo 17/10 – 8h30 Comunidade São Pedro e São Paulo;
– 10h comunidade Nossa Senhora da Glória (Germano Henke;
– 10h comunidade São Pedro (Potreiro Grande)
– 19h comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
Missa quarta-feira 20/10
15h – encontro com zeladoras de Capelinhas – matriz
19h comunidade São Pedro e São Paulo

Deixe seu comentário