Vivemos um tempo marcado profundamente pelo relativismo sem medidas. Tudo passa pela esfera do indivíduo, não mais tendo valores e verdades absolutas, mas cada qual define seus ideais, princípios e vontades, como lhe convém.

O cristão vive num mundo concreto. Jamais a fé e a religiosidade devem ser caminhos de fuga e fechamento, todavia oportunidade de diálogo e reflexão com a sociedade. E em nossos tempos, talvez como nunca antes, a família está em risco. O espaço familiar já não é mais uma busca incessante e sólida, mas está acordada segundo as vontades pessoais. Pois bem. Como era no início?

A partir do cristianismo é preciso ter clareza de que somos norteados como tal, pelo sonho e o projeto de Deus. Nas origens “Ele os fez homem e mulher” como auxiliares e colaboradores. Nem sempre compreendemos isso, ou muitos possuem a dificuldade de aceitar que existe um plano superior aos nossos desejos, construindo assim valores pessoais, que sejam tão somente manifestação própria, não em comunhão com o Reino de Deus.

Por isso, Jesus nos diz que somente como “crianças” acolheremos o Reinado dos Céus, pois é na confiança pura que aceitamos os desígnios do “alto”. Ser cristão é abrir-se humildemente ao início da criação, onde tudo foi sonhado como paraíso. O ideal de Deus é o amor entre os humanos, não como coisa e objeto, mas serviço e dom no comprometimento com a vida.
Paróquia Sagrado Coração de Jesus

Missas Sexta-feira 01/10/2021
15h – Adoração ao Santíssimo – Comunidade São Pedro e São Paulo
15h30 – Missa – Comunidade São Pedro e São Paulo

Missas Sábado 02/10/2021
15h30 – Comunidade Três Santos Mártires – Passo da Amora
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz) – Com Sacramento do Batismo

Missas Domingo 03/10/2021
8h30 – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)
10h – Comunidade Nossa Senhora da Glória (Germano Henke)
19h – Comunidade São Pedro e São Paulo (Matriz)

Quarta-feira 06/10/2021
19h – Com. São Pedro e São Paulo (Matriz)

Deixe seu comentário