-Boa tarde. Gostaria de participar desse abaixo-assinado para a criação da ImpeachmentFest em Montenegro?

– Quem são vocês?

– Somos uma comissão formada por cidadãos dispostos a incentivar a realização de uma festa municipal em nossa cidade.

– E não tinham uma ideia melhor?

– Sabe como é: a festa geralmente tem a ver com alguma característica do município. Por exemplo, na região, temos a Festa do Moranguinho em Bom Princípio a Oktoberfest em Maratá, a Citrusflor no Pareci Novo, entre outras. Alguns até estão lutando pela volta da Festa da Laranja, mas atualmente tem mais laranjas na política do que nos pomares. Teve há alguns anos um movimento pela BuracoFest, mas a ideia deve ter caído num e foi enterrada; então, não temos muitas alternativas.

– Mas logo “impeachment”?

– Claro! Raciocine comigo: quais os acontecimentos em Montenegro que são divulgados até pelos grandes jornais da capital? Nós só aparecemos na RBS quando tem enchente; quando a polícia rodoviária apreende drogas na Tabaí-Canoas ou quando tem algum reboliço na política local. O antigo prefeito já sofreu um e o atual está em vias de ir pelo mesmo caminho. Se isso ocorrer, nossa cidade poderá ser considerada a capital nacional do Impeachment. Imagina a mídia!

– E essa é a melhor sugestão de evento que vocês têm?

– Na verdade, também queríamos contemplar a tendência montenegrina de cassar o mandato de vereadores. Para isso, sugerimos algo mais dinâmico, parecido com o Rally Gincana. A ideia consiste numa grande disputa no parque Centenário, onde cada participante se afiliaria a uma das várias equipes. Essas, por sua vez, teriam que lutar durante a campanha para conseguir o maior número de CCs e, principalmente, cadeiras. Serão dez sendo disputadas simultaneamente. As equipes poderão usar várias estratégias – inclusive coalizões e caixa dois – para chegar ao final com o maior número de assentos. Pensamos em Edil Gincana como nome, mas já estão chamando de Jogo da Usina. Será uma mistura de Game of Thrones com politicagem tupiniquim.

– Mas qual das duas opções vocês querem realizar?

– As duas são boas idéias. Acho que vamos fazer uma nos anos pares e a outra nos ímpares.

– Parece uma temática pessimista para uma festa.

– Temática realista, na verdade. Tanto é que também estamos mexendo nossos pauzinhos para que aquele painel no Parque Centenário seja modificado. Ao invés de CIDADE DAS ARTES, que atualmente não corresponde à realidade, seja escrito CIDADE DAS ARTIMANHAS.

– E vai ser alterado logo?
– Assim que sair a licitação.

Deixe seu comentário