Certa dose de apreensão é útil para garantir nossa sobrevivência, mas as fobias são medos persistentes e irracionais que acabam limitando a vida. A lista é extensa, muito além do medo de lugares fechados (claustrofobia) ou altura (acrofobia); ela tem nomes de origem grega que até podemos adivinhar, a menos que você tenha aversão a esse tipo de palavra (helenologofobia). Aeronausefobia lembra o quê? Aeronáutica? Náusea? É o medo de vomitar enquanto viaja de avião. Difícil não teorizar sobre a possibilidade de que várias situações poderiam ser explicadas por fobias não diagnosticadas. Como exemplo, no Chaves, o Seu Madruga sofre de ergofobia (medo de trabalho) enquanto o Jaiminho tem copofobia (medo de fadiga).
Aquela pessoa que não queria ir à escola talvez não gostasse de papel (papirofobia) ou números (aritmofobia); quem sabe de algum número específico, como 8 (octofobia) ou 13 (trisquaidequafobia) e, nesse caso, nunca marcaria ele na loteria. Em quadros mais evidentes de ignorância, o medo pode residir nos livros (bibliofobia) ou no conhecimento que carregam (epistemofobia). O medo pode ter como alvo até o ato de pensar (fronemofobia) ou aprender (sofofobia). Sei que você pensou em alguém agora.
Imaginem quantas pessoas foram consideradas hereges, quando poderiam simplesmente se tratar de teófobos (medo de Deus), eclesiófobos (de igreja), hierófobos (de padre), homilófobos (de sermões) ou hagiófobos (de coisas santas).
O que dizer então dos problemas enfrentados pelos portadores de fobias no que diz respeito ao convívio social? A começar por aqueles que temem a própria vida em sociedade (antropofobia). Em lados opostos da moeda, estão gamófobos (medo de casar) e anuptáfobos (medo de ficar solteiro). Dentre os com dificuldade de relacionamento, encontramos tanto andrófobos (medo de homens) quanto ginófobos (medo de mulheres); e olha que existem os caliginófobos, que cortam volta apenas das bonitas. Nas festas de família, sempre tem um sobrinho que não se mistura; pode ser um caso de singenesofobia (medo de parentes), ou só alguém fugindo da tia indiscreta.
Hipopotomonstrosesquipedaliofobia é o medo de palavras grandes. Com 33 letras, a pessoa vai ter pavor do nome da sua própria fobia. Falando sério, todas essas e outras tantas fobias devem ser enfrentadas com ajuda de profissionais. Só não adianta ficar com medo de ter medo, senão acaba virando um fobófobo.

Deixe seu comentário