“Você é o que você pensa”, “você é o que você come”, “você é o que você faz” são frases que já ouvimos em algum momento da vida. Vou criar mais uma: você é o que você coloca no anúncio de carro usado na internet. Diferente dos classificados de um jornal impresso, onde o espaço é reduzido, obrigando o vendedor a ser o mais direto possível, os anúncios pela internet permitem expor muito mais informações sobre o produto, além de ilustrar com fotos. Observando a variedade de maneiras como são apresentados, torna-se divertido tentar adivinhar a personalidade do anunciante através das pistas deixadas nos anúncios.
Detalhistas: enumeram todos os opcionais (por extenso). Passam até a relação da manutenção, tipo: troca de óleo feita há duas semanas. Publicam fotos dos quatro pneus, do estepe e, se bobear, até dos limpadores de pára-brisa.
Desafiadores: garantem que o carro passa por qualquer avaliação de mecânico ou chapeador.
Impacientes: escrevem no topo “Leia o anúncio antes”. Esses já sabem da praga que é o analfabetismo funcional e não querem perder tempo com perguntas cujas repostas já estão escritas no anúncio.
Mentirosos: dizem que o carro é bom, mas colocam fotos embaçadas, de longe, tiradas no escuro.
Honestos: escrevem logo quais os defeitos do carro. Exemplo: tem um amassado na traseira, ou o ar condicionado só gela no inverno.
Apressados: fotografam o carro recém lavado ainda com a mangueira e o balde por perto. Alguns fazem isso no posto de lavagem, antes de sujar o pretinho dos pneus.
Justificadores: sentem a obrigação de dizer o motivo que os leva a vender o carro. Exemplo: preciso vender porque estou em processo de separação e tenho que repartir o carro com meu ex.
Marqueteiros: escrevem TOP, BARBADA, IMPECÁVEL, sempre em letra maiúscula.
Manipuladores: dizem que seu carro é para “pessoas exigentes”, mas qualquer um que pesquisa antes de comprar é exigente. Caso contrário, compraria o primeiro calhambeque que aparecesse.
Diretões: vão logo esclarecendo que não querem perder tempo com curiosos. Exemplo: não levo o carro, se quiser olhar, venha até aqui; e se for picaretinha, de ficar andando em volta cuspindo pra depois oferecer uma miséria, nem vem!
Preguiçosos: só escrevem o modelo e publicam apenas uma foto do carro, sujo, por sinal.

Deixe seu comentário