A Fundação Municipal de Artes (Fundarte) teve papel importante para a instalação de uma unidade da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) em Montenegro, onde são oferecidos os cursos de licenciatura em Teatro, Dança, Artes Visuais e Música. E essa participação vai além da estrutura, que foi locada para abrigar os cursos.
Em várias ocasiões, em um passado recente, a continuidade da unidade montenegrina esteve ameaçada e a Fundarte contribuiu – e muito – para evitar essa possibilidade. Hoje, felizmente, a discussão é outra. A universidade está crescendo e o espaço físico em que está instalada começa a dar sinais de esgotamento. Assim como a própria Fundarte também merece crescer.
A necessidade de uma sede própria já foi assunto de várias reuniões, tanto da comunidade acadêmica como em audiência pública. E nesse momento, de campanha eleitoral para a Reitoria da Uergs, reportagem publicada hoje revela o que os candidatos das três chapas pensam a respeito.
Em comum nas respostas, o reconhecimento da necessidade de melhorias na infraestrutura para acompanhar esse crescimento. O momento é oportuno para que Montenegro e região cobrem dos candidatos uma postura mais firme e garantam a permanência da Uergs no município.
E, após o pleito, é preciso garantir que as promessas não fiquem apenas em um projeto de campanha. A expectativa, porém, é que as ações em prol da instituição não se limitem a Montenegro, mas incluam outras unidades que também carecem de melhorias, pois só assim a instituição terá vida longa, firme e forte.

Deixe seu comentário