É triste andar pelas ruas das nossas cidades e vê-las sem vida. Sim, sem vida. Porque mesmo vendo pessoas circulando, elas não interagem da mesma forma. Há muitos chamando à atenção para o fato de, mesmo com grande parte do comércio fechado, ainda haver movimentação no Centro e na Timbaúva – os bairros que tradicionalmente concentram as lojas em Montenegro. Mesmo que seja um risco à saúde pública, também é compreensível. As pessoas estão inquietas, ansiosas e angustiadas com a situação.

Porém, diante de todo este preocupante cenário, precisamos respirar fundo, afastar a mente deste turbilhão de informações e dar um passo à frente mesmo que, por enquanto, ele seja apenas virtual. Por duas semanas, vimos comerciantes desesperados e a população em geral em pânico. Queremos sobreviver ao vírus, mas também precisamos pagar as contas. Estivemos todos com os olhos cobertos pela venda do medo. Agora, chega! Temos de olhar para frente e assumir que será sim muito difícil, mas que teremos de encontrar alternativas.

E olhar para o futuro é preparar-se para o momento em que as lojas puderem abrir. Quem sabe uma liquidação antecipada ou promoções de produtos? A criatividade é fundamental para reerguer as empresas depois deste período. Por outro lado, mais do que nunca espera-se que os montenegrinos valorizem o seu comércio.

A população em geral, na hora de fazer qualquer compra, deve privilegiar o comércio local, principalmente as pequenas empresas. Antes de fazer uma compra online por uma grande plataforma, verifique se a lanchonete do seu bairro ou a loja aqui do Centro não estão vendendo por tele-entrega ou tele-busca. Estas pequenas compras podem significar a sobrevivência das empresas daqui. Nada contra as grandes redes e suas maravilhosas plataformas de vendas online. A questão é que estas têm mais condições de sobreviver num momento difícil do que aquele pequeno empresário.

Todos têm um amigo, um parente ou um conhecido que trabalha nas lojas do nosso comércio. Estes empregos só serão mantidos se a população abraçar estes estabelecimentos. Montenegro tem tudo que precisamos para o nosso dia-a-dia. Por isso, não temos necessidade de fazer compras on line ou em outros centros. Não custa esperar alguns dias para adquirir produtos. Afinal, o mundo não vai terminar nas próximas semanas.

Deixe seu comentário