Deixar a cidade mais colorida, com ar puro e com a sombra que todo mundo busca nos dias de sol intenso não é tão difícil assim. E algumas ruas de Montenegro mostram isso. Mudas de árvore árvores vem sendo plantadas desde novembro do ano passado nas ruas Osvaldo Aranha, Buarque de Macedo e João Pessoa, com plaquinhas identificando empresas que se responsabilizam por elas. Na verdade, é uma empresa que presta o serviço – de plantar e zelar para que as mudas se tornem belas árvores – aos empreendimentos montenegrinos que compreendendo a importância disto, bancam a ação ambiental.
Mas o fato de ser um terceirizado a colocar a “mão na massa” não diminui a ação das empresas aqui de Montenegro. Ao contrário, garante que o serviço será feito por quem entende de plantas e dos segredos para que elas cresçam saudáveis. Além disso, é interessante ver como é possível lucrar, gerar renda e empregos embelezando a cidade e cuidando do meio ambiente. Quem planta estas mudas deve se sentir orgulhoso. Está garantindo que as gerações futuras terão uma Montenegro mais bela e saudável para viver.
É bonito e dá certa esperança quando se passa por uma rua e vê, lado a lado, dezenas de árvores crescendo. É vida sendo espalhada. E é triste quando se percebe que sobraram apenas “restos” da iniciativa porque a planta foi arrancada a chutes por alguém que acha isso engraçado. Para reduzir esses casos, a próxima fase do projeto promoverá ações educativas nas escolas, ensinando as crianças a cuidarem das mudas e levando esse conhecimento para casa.
Essa semana chamou à atenção nas redes sociais uma publicação feita por um montenegrino. Ele registrou uma floreira localizada na Ramiro Barcelos com todas as flores mortas, secas pelo sol que castigou as plantas por dias sem chuva. Assim, ele questionou se nenhum dos muitos lojistas próximos poderia molhar as plantas nas épocas de seca. Belo questionamento. Porque as empresas e pessoas em geral que não têm condições de pagar por um serviço especializado em plantar árvores podem, pelo menos, ajudar a manter.
Cuidar do meio ambiente, ao contrário do que muita gente pensa, não exige grandes recursos nem consome tempo. Nos obriga, isso sim, a pensar de forma coletiva. O que muita gente vem esquecendo de fazer. A árvore ou a flor plantadas na calçada não são de ninguém. São da cidade, de todos, da comunidade. E por isso não é cuidada. Esquecemos que elas oferecem sombra e beleza a todos que passarem por ali, não apenas a quem as plantou. Você já cuidou de alguma planta hoje?

Deixe seu comentário