Estamos há mais de uma semana de isolamento social devido ao novo coronavírus e seguimos – felizmente – sem nenhum caso da doença Covid-19 registrado no Vale do Caí. A economia preocupa, realmente. Comércios fechados e serviços indisponíveis mudam consideravelmente o cenário a que estamos acostumados. E acredite, leitor, a notícia que nós, jornalistas, mais queremos dar, é a de que o risco da pandemia já passou e que tudo voltou à normalidade. Infelizmente não sabemos quando isso será possível. Até lá, é importante seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde, manter-se em casa tanto quanto possível e investir em hábitos de higiene pessoal e também na limpeza dos ambientes.

Porém, se por um lado estamos nos prevenindo ao evitar o contato social, por outro, há diferentes problemas de saúde que podem decorrer ao longo desse tempo. É importante se atentar à prevenção ao novo coronavírus, mas também deve-se estar atento à alimentação, prática de atividades físicas e até mesmo à saúde mental. Ficar em casa o tempo todo não é fácil, e por isso mesmo muitas empresas, instituições e até profissionais autônomos estão produzindo conteúdos nas suas áreas de atuação e os divulgando na internet. O objetivo é fazer com que, aquelas pessoas que precisam – e podem – ficar isoladas em casa, tenham o máximo de conforto e assistência.

Há academias, professores de dança e de educação física disponibilizando aulas e treinos online; psicólogos e profissionais da saúde com dicas e atendimentos; nutricionistas falando sobre alimentação saudável para manter a imunidade alta e não acabar doente nesse período; serviços de atendimentos telefônicos da prefeitura destinados a gestantes, pessoas com necessidade de atenção à saúde mental e até profissionais dispostos a tirar dúvidas da população.

São profissionais que sabem que sua atividade faz a diferença e buscam fazê-la na vida de quem está em quarentena. Então, estando ou não em casa, não esqueça de cuidar da sua saúde – em todos os sentidos.

Deixe seu comentário