A conquista do prêmio Educação RS, edição 2018, pela Fundação Municipal de Artes de Montenegro (Fundarte) é o reconhecimento de um trabalho que vem sendo realizado há várias décadas, com grande profissionalismo. A instituição, que completa 45 anos, cumpre seu papel na educação através da arte.
A premiação, criada pelo Simpro/RS, ratifica a excelência do trabalho de uma organização que projeta o nome de Montenegro, não só entre as cidades gaúchas, mas em território nacional. Essa projeção ocorre tanto através de eventos que atraem participantes de outros estados ao município, como nas apresentações de artistas, seja em grupo ou individuais, que representam a instituição em outras cidades brasileiras.
São muitos os montenegrinos que deram seus primeiros passos na arte através dessa fundação e seguiram seu caminho, seja na música, dança, teatro ou artes visuais, levando na bagagem os ensinamentos de uma instituição reconhecida. E é importante lembrar que ações desenvolvidas pela Fundarte proporcionam a democratização da cultura. Isso pela facilidade de acesso, tanto aos espetáculos com preços reduzidos e, muitas vezes, gratuitos, como aos cursos, através da isenção parcial ou total das mensalidades, conforme a situação econômica do aluno.
E a trajetória dessa instituição inclui ainda a participação na mobilização para que Montenegro recebesse uma unidade da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs). E, em várias ocasiões, esteve à frente do movimento para que o campus fosse mantido em funcionamento no município.
O prêmio, portanto, é mais do que merecido. Uma razão a mais para os montenegrinos se orgulharem por terem uma instituição atuante em prol da arte e da educação.

Deixe seu comentário