Em momentos como os que vivemos atualmente é fácil deixar-se cair no pânico ou no desespero. Ninguém, sem exceção, passará ileso desta situação. Mesmo que consigamos evitar que o coronavírus se alastre por Montenegro e o Vale do Caí – estamos lutando para isso – o impacto econômico já é sofrido. Se você é patrão, certamente está preocupado sobre como irá arcar com compromissos financeiros trabalhistas e da empresa. Se você é empregado, está com medo de perder o emprego ou de seguir nele, mas, seu empregador simplesmente não ter dinheiro para pagar seu salário.

Agora é hora de ficar em casa, cuidar da saúde e preservar a família. Também é tempo de se fortalecer psicológica e espiritualmente a fim de enfrentar a luta que vem adiante, a da reconstrução. Não podemos ser tolos e pensar que está tudo bem. Nem ingênuos ao ponto de acreditar em quem vende a ideia de que poderemos lidar com o coronavírus como ligamos com a gripe. Não! Essa doença é mais séria devido a forma rápida como se alastra, sendo fatal principalmente aos idosos. Mas também não podemos nos permitir sermos abalados a ponto de, depois da queda, não conseguir levantar.

Diante dessa realidade amarga, precisaremos encontrar forças e coragem para vencer essa fase difícil. Não podemos cair na tentação de se entregar ao desespero e pensar que não tem mais jeito. Precisamos seguir em frente e acreditar que, passada a tormenta, vamos nos recuperar e, como já ocorre na China, a economia irá se fortalecer a passos largos assim que o Covid-19 deixar. A gente até pode vir a perder algumas batalhas para o Covid-19, mas a derrota na guerra só virá se entregarmos os pontos e desistirmos da luta. Vamos todos, juntos, mesmo que com distância social, contra o coronavírus!

Deixe seu comentário