A prefeitura de Pareci Novo anunciou uma lei para incentivar ações sustentáveis entre seus cidadãos. O chamado IPTU Verde prevê até 10% de desconto no imposto a proprietários que desenvolverem ações contributivas ao meio ambiente. O incentivo passa a valer a partir do próximo ano, mas já é um passo para que mais atitudes de preservação ambiental sejam implementadas na cidade. É um incentivo, no bolso de cada um, para que a cidade se torne melhor a todos.

É quase um trabalho de formiguinha, mas que, em um país onde a média diária é de um quilo de lixo produzido por pessoa, toda atitude é bem-vinda para que se possa frear a destruição da natureza. Na cidade vizinha, um dos principais incentivos para que o projeto fosse posto à votação foi a estiagem recente, que castigou produtores rurais de todo o Vale. Além de medidas imediatas, a administração tenta, com a redução do impacto ambiental através do incentivo, mitigar as possibilidades de novos episódios extremos climaticamente. Isso, a partir de medidas de preservação da natureza.

Entidades ambientais estimam que 2022 deve ser um ano marcante para a questão climática. Passamos por uma série de problemas, como queimadas recorrentes e crises prolongadas de mudança do clima, perda da biodiversidade, poluição e resíduos. No entanto, o ano que marca os 50 anos da primeira Conferência da ONU sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo também deverá ser momento de reflexão e acordos de cooperação internacional. Espera-se que os acordos sejam cumpridos. Para tanto, é preciso que microações sejam desenvolvidas de forma eficiente em todo o território nacional.

Pareci não é pioneiro. Outros municípios do Estado já adotam a medida. No entanto, cabe o reconhecimento pela absorção de bons exemplos, que sempre devem ser seguidos. Em Montenegro, a possibilidade de implementação do IPTU Verde é discutida há algum tempo. Em novembro passado, a adminsitração municipal informou, em entrevista à Rádio Ibiá Web, que o assunto já era estudado. Avaliações de impacto financeiro estavam em curso. A expectativa é de que o projeto avance, para que se possa trabalhar a consciência ambiental da população através do benefício financeiro.

Deixe seu comentário