Montenegro completa hoje, 5 de maio, 148 anos de história. Esta é uma data de reflexão, de pensarmos na história do município, na trajetória que administradores e comunidade construíram ao longo de quase um século e meio. Mas também é um dia de festa, mesmo que esta não ocorra com eventos e atividades reunindo a população. Devemos sim ter orgulho da nossa Montenegro. Pela sua importância histórica e econômica e, sobretudo, pela força de seu povo. Esta população, hoje mais de 65 mil, no campo ou na cidade, permite, com a força de seu trabalho, o desenvolvimento do município.

Assim como faríamos se estivéssemos analisando e parabenizando uma pessoa pelo seu aniversário, saberíamos que ela não é perfeita. Mas, neste dia tão especial, ao lhe abraçar, não vamos destacar seus defeitos, pontos em que precisa evoluir ou seus atos que feriram alguém. Quando você dá parabéns a um amigo no dia do aniversário, você não lhe diz que precisa emagrecer uns quilinhos, nem adquirir roupas novas para ter um visual mais moderno ou, ainda, que seria melhor trocar de emprego. Mesmo que isso tudo seja verdade, você apenas o abraçará e desejará felicidades. E nos próximos 365 dias até a celebração seguinte, lhe ajudará a evoluir naqueles problemas.

Assim é com Montenegro neste 5 de maio. Todo montenegrino e montenegrina sabe de um ou de alguns pontos em que o Município precisa evoluir. Temos déficits em diversas áreas e precisamos avançar a passos largos se quisermos oferecer à população a qualidade de vida que ela merece. Mas, neste 5 de maio, vamos olhar para o que é bom e, principalmente, vamos valorizar a nossa cidade. Mas lembre: valorizar não é apenas usufruir de um espaço ou bem público, mas, também, significa zelar por ele.

Nos últimos tempos, de forma coletiva, tempos aproveitado menos espaços da cidade que são cartões postais, importantes para a qualidade de vida dos que aqui habitam e pontos de encontro que mexem com a autoestima dos montenegrinos. Quem não se orgulha de postar uma foto do nascer do sol no Cais do Porto das Laranjeiras? E quantos de nós encerramos o dia exercitando o corpo – e limpando a mente – no Parque Centenário? Os finais de semana de atividades artísticas e culturais na Estação da Cultura, outros dos cenários favoritos para fotos, também são de orgulhar os moradores da Cidade das Artes. Muito em breve poderemos voltar a usufruir em plenitude desses espaços. Mas é bom reviver o quantos eles são bonitos e afetivos ao povo desta terra. Temos mesmo de nos orgulharmos de Montenegro. Este é o primeiro passo para construirmos uma cidade melhor para vivermos em comunidade. Parabéns a Montenegro e aos montenegrinos.

Deixe seu comentário