Como é bom poder estampar notícias boas nas páginas do Ibiá. Quando elas surgem do esforço de uma comunidade e vêm acompanhadas de sorrisos infantis é melhor ainda. Na edição de hoje, com orgulho, contamos a história de uma professora que ensina seus alunos através de jogos educativos. Nas fotos é perceptível o olhar brilhante das crianças que, aos poucos e com muita diversão, aprendem a juntar as letras, reconhecer os números e fazer equações.
São tempos difíceis ao magistério. Os mestres já não contam com a valorização de outrora. Lidam com alunos cujos problemas, muitas vezes, estão muito além daqueles com os quais educadores deveriam se deparar. Nem sempre recebem salários justos. Além de ensinar, oferecem afeto. E, infelizmente, por vezes, se deparam com situações de violência. Ainda assim, docentes como a professora da escola da localidade de Muda Boi, tema dessa matéria, mostram que a educação de qualidade é possível.
E que ela não depende apenas de acesso à tecnologia, como por vezes imaginamos. Com alguns materiais recicláveis ela faz a diferença na vida daquelas crianças e de suas famílias. Daquela sala de aula sairão integrantes de uma nova geração de profissionais. Seja qual for a profissão que escolherem, um dia se lembrarão que seu sucesso começou naqueles jogos, que os ensinaram a ler o mundo e os educaram para fazer uma Montenegro melhor.

 

Deixe seu comentário